Taxa de contágio da Covid-19 no Brasil é a maior desde maio, diz Imperial College

O Imperial College de Londres divulgou, nesta terça-feira (24/11), que a taxa de transmissão do coronavírus – a chamada Rt – está em 1,30. Isso significa que, para cada 100 pessoas contaminadas pelo vírus, outras 130 serão infectadas – ou seja, crescimento no ritmo de contágio da doença.

A última vez que a taxa de transmissão esteve nesse patamar foi em 24 de maio, quando atingiu 1,31. Desde então, o índice estava em queda e, há duas semanas, atingiu seu número mais baixo, de 0,68.

De acordo com especialistas, quando o Rt é superior a 1, a epidemia está avançando, pois cada pessoa é capaz de transmitir o vírus para mais de um indivíduo.

Ainda não há consenso entre epidemiologistas e sanitaristas a respeito de o Brasil estar ou não enfrentando segunda onda de Covid-19 – alguns falam que estamos vivendo um repique da primeira onda, outros sustentam que o crescimento recente no número de contaminados e de óbitos já representa uma segunda onda que emendou na primeira.

De qualquer maneira, todos concordam que o aumento de casos de Covid-19, especialmente nesta época do ano, quando o movimento do comércio cresce e são feitas várias confraternizações, deve acender o alerta da população no sentido de reforçar cuidados como o uso de máscaras, a higiene das mãos e o distanciamento social.

 

Fonte: Metrópoles

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*