PRF prende mulher transportando 84kg de maconha no Engenho das Lajes (DF)

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 84kg de maconha num veículo de passeio sendo conduzido por uma mulher de 28 anos. O flagrante aconteceu na tarde desta terça-feira (24), na BR 060, próximo a região do Engenho das Lajes (DF).

Os policiais estavam em fiscalização de rotina quando abordaram um FIAT/Siena sendo conduzido por um homem de 24 anos. Ele informou que estava retornando de Dourados (MS) com destino a Brasília (DF). Os policiais desconfiaram da falta de bagagem no veículo e questionaram, o condutor informou que tinha ido acompanhar uma amiga, que estaria vindo atrás com outro carro e não conhecia o caminho. Ele indicou em qual carro ela estava.

Os policiais então abordaram o outro veículo, um FIAT/Pálio, que estava parado um pouco atrás às margens da rodovia. Ele estava sendo conduzido por uma mulher. Ela informou que é motorista de aplicativo e que tinha recebido sete mil reais para dirigir para um cliente até Dourados (MS). Segundo ela, quando chegaram lá, o homem informou que precisava que ela retornasse com o carro até Brasília (DF) e deixasse o automóvel na casa dele, pois lá uma pessoa iria precisar do veículo. Ela alegou que não saberia o caminho de volta e o homem ofereceu mais dois mil reais para um amigo dela ir com outro carro até lá e retornar com ela. Na verdade, o amigo ia na frente para informar se havia ou não fiscalização policial.

Os policiais revistaram o interior do carro e encontraram escondidos nas portas, nos bancos e no para-choque do carro 124 tabletes de maconha, que totalizaram 84kg da droga.

Quando os policiais identificaram o carro, perceberam que o chassi, o motor e as etiquetas do veículo estavam adulteradas. O documento do veículo apresentado também era falsificado. No momento da abordagem não foi possível descobrir a identidade original do carro.

O homem e a mulher foram presos e encaminhados, junto com a droga, para a 20ª Delegacia de Polícia Civil no Gama (DF) para registro do flagrante. Eles responderão por tráfico de drogas. A mulher responderá também por adulteração dos sinais identificadores do carro e uso de documento falso. Ela ainda não tinha passagem pela polícia. O homem já tinha sido preso por porte ilegal de arma de fogo.

 

Fonte: Site gov.br

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*