PF apreende 2,5 toneladas de cocaína e prende PM que “protegia” a droga

A Polícia Federal prendeu dois homens e apreendeu cerca de 2,5 toneladas de cocaína em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Segundo a corporação, trata-se da maior apreensão de Cloridrato de Cocaína (forma mais pura e valiosa da droga) já realizada no Estado do Rio de Janeiro. O flagrante ocorreu nessa terça-feira (1º/12).

A Delegacia de Repressão às Drogas (DRE/RJ) obteve informações de que uma organização criminosa estaria se valendo de um galpão para armazenagem do entorpecente. Após um trabalho de inteligência e vigilância, que identificou movimentação suspeita de veículos no local, os policiais federais realizaram a incursão que resultou no flagrante.

Os policiais constataram, ainda, que a segurança do local era feita por um policial militar de folga, e que, dentro do imóvel, o entorpecente estava em posse de um homem de 41 anos, que também foi preso em flagrante. Com o militar foram apreendidas ainda duas armas sem registro, sendo uma pistola e um revólver, além de um rádio comunicador.

As substâncias encontradas foram submetidas ao laudo pericial criminal preliminar e o resultado foi positivo para cocaína. O entorpecente apreendido foi encaminhado à Superintendência da Polícia Federal no Rio e a pesagem registrada foi de 2,466 toneladas da droga.

Segundo a PF, na fronteira, um quilo da droga vale cerca de US$ 2, 5 mil (R$ 13 mil). No Rio de Janeiro, a mesma quantidade vai para US$ 5 mil (R$ 26 mil) e na Europa custa de € 25 mil a € 30 mil (R$ 157 mil a R$ 188 mil).

Os presos foram indicados e responderão por tráfico de drogas cuja pena pode chegar a 15 anos de reclusão, sem prejuízo de eventuais outros crimes no decorrer da investigação.

 

 

 

Fonte: Metrópoles

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*