Vizinho denuncia que PM da reserva matou cadela a tiros em chácara de Avelinópolis

Um tenente da reserva da Polícia Militar denuncia que o vizinho dele, também tenente da reserva da PM, matou sua cadela a tiros em uma chácara de Avelinópolis, a 73 km de Goiânia. José Fernandes de Araújo, de 54 anos, era dono da Pantera, de 1 ano e 6 meses, e conta que ela nunca teve qualquer comportamento agressivo que justificasse o ato. Imagens mostram quando o vizinho arrasta o corpo da cachorra com uma corda.

O caso aconteceu na manhã de sexta-feira (27). José conta que estava chegando na chácara para tratar dos animais que tem e, momentos depois, ouviu um tiro vindo da propriedade vizinha, que fica a cerca de 100 metros de distância.

“Eu tinha visto a cachorra ir perto da casa dele, calminha, e ouvi o primeiro tiro. Depois, ele deu outro tiro. A Pantera gritou. Em seguida, ele deu um terceiro tiro. Eu fui lá ver o que tinha acontecido e o vi arrastando a cadela pelo mato, com uma corda”, disse.

 

José conta que ficou nervoso com a situação, mas pegou o celular e filmou a cena. Em seguida, cobrou explicações do vizinho.

“Ele disse que a cachorra estava comendo galinhas de outro vizinho. Eu disse que o outro vizinho tinha de reclamar, não ele matar a Pantera. Depois, ele disse que a Pantera tinha comido pintinhos dele, mas eu olhei e todos os pintinhos estavam lá em uma área que ela não conseguia entrar”, contou.

José relata que o policial da reserva foi embora logo depois de matar a cadela e que eles não se falaram mais. Ele explicou ainda que, por não ser um crime militar e eles já serem da reserva, o caso não é registrado na Corregedoria da PM.

Um boletim de ocorrências por maus-tratos aos animais foi registrado na delegacia da cidade. A filmagem foi entregue à Polícia Civil, que vai investigar o caso.

Fonte: G1 Goiás

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*