Com a chegada de insumos, Coronavac deve estar disponível no começo do ano

O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, afirmou nesta quinta-feira (3/12) que a vacina Coronavac deve começar a ser aplicada no início do próximo ano. Segundo Covas, o registro do imunizante na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), desenvolvido por laboratório chinês em parceria com o laboratório paulista, estaria “muito perto” de ser concluído.

Ainda de acordo com Dimas Covas, a vacinação contra o coronavírus ocorrerá com ou sem ajuda financeira do governo federal. Não será necessário, segundo ele, que o Brasil adote procedimentos para uso emergencial da vacina. “Poderemos iniciar um programa de vacinação em janeiro, acredito. E espero [que] com o apoio do Ministério [da Saúde], apesar de todas essas declarações que não citam nominalmente a vacina do Butantan”, afirmou, em entrevista à Globo News.

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*