Prefeito eleito de Trindade e outros vereadores aprovam projeto que aumenta os próprios salários

O vereador Marden Júnior (PSD), eleito futuro prefeito de Trindade, votou, junto como os demais colegas da Câmara, a favor de aumentar o próprio salário como gestor do Executivo em R$ 5 mil e dos parlamentares em R$ 2 mil, na terça-feira (1º). Gravação da emissora da Casa mostra que ele participou da sessão e que o projeto foi aprovado em 10 segundos (assista acima).

G1 e a TV Anhanguera entraram em contato com prefeito eleito na quarta-feira (2) por e-mail e mensagens e aguardam retorno.

À TV Anhanguera, a Câmara Municipal de Trindade informou que o reajuste segue a Constituição Federal e que “trata-se de procedimento constitucional, realizado conforme os princípios da legalidade e moralidade”.

No projeto de lei aprovado na Casa, consta que os salários para a gestão 2021 a 2024 devem ser alterados da seguinte forma:

  • Prefeito – de R$ 20.042 para R$ 25.322,25
  • Vice-prefeito – de R$ 15,010,00 para R$ 18.991,78
  • Vereadores – de R$ 10.814,66 para R$12.671,12

 

Reclamações

 

Moradores da cidade, ao saberem do reajuste aprovado, não concordaram com a medida. Segundo eles, durante a pandemia da Covid-19 em que há gastos emergenciais com a saúde e tantas pessoas desempregadas, os gastos da Câmara não deveriam ter sido aumentados.

“É um absurdo, porque, para nós, ganhar um salário já está difícil nesta pandemia”, disse a dona de casa Maria da Conceição Esteves.

A pipoqueira Maria Sebastiana Vieira Cardoso também afirmou que não concorda com tanto aumento nos salários dos políticos.

“Não é hora de aumentar. O salário deles é muito bom em vista do nosso. A gente ganha tão pouco. Nem o salário mínimo sobe desse tanto”, afirmou.

 

Fonte: G1 Goiás
print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*