“A luz no fim do túnel está ficando mais brilhante”, diz OMS sobre Covid-19

O diretor-geral Organização Mundial de Saúde (OMS) Tedros Adhanom Ghebreyesus afirmou, em pronunciamento à Organização das Nações Unidas (ONU), que “a luz no fim do túnel está ficando cada vez mais forte”, sobre o fim da pandemia de Covid-19.

“Muitos países tiveram sucesso em prevenir ou conter a transmissão com ferramentas de saúde pública comprovadas. Essa não é uma sorte de geografia ou demografia. Esses países mostraram que o vírus pode ser controlado com ciência, solidariedade e sacrifício”, disse o diretor-geral.

Ele também chamou atenção para o problema das teorias da conspiração e fake news, ambientes nos quais o vírus “prospera”.

Ghebreyesus indicou quatro ações que as nações devem adotar para acabar com a pandemia e construir o “mundo pós-pandêmico”. Em primeiro lugar, está o investimento nas vacinas.

“Mas preciso ser claro: não podemos aceitar um mundo onde pobres e marginalizados são atropelados pelos ricos e poderosos na busca pela vacina. A crise da Covid-19 é global, e as soluções devem ser distribuídas de forma justa”, declarou.

O segundo ponto é investir na preparação para evitar a próxima pandemia. O diretor-geral aponta que, apesar dos reiterados alertas, muitos países não estavam prontos para a Covid-19 e acreditaram, de forma errônea, que sistemas de saúde fortes poderiam protegê-los.

O terceiro é investir na saúde como “fundação da paz e prosperidade”. E o último ponto seria apostar no multilateralismo, para garantir a segurança do futuro comum. “A vacina vai ajudar a acabar com a pandemia, mas não vai resolver as vulnerabilidades que estão na sua raiz”, explica.

 

Fonte: Metrópoles

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*