“Realmente, a COVID-19 só veio para intensificar que a Educação não é prioridade no Brasil, mas sim o CNPJ” diz o Professor João Lennon

Sou prova viva de que a Rádio Lance FM vêm avisando, informando e alertando da situação triste sobre a pandemia desde o começo. Porém, infelizmente, ninguém ouviu e seguiu as orientações sobre as consequências do COVID-19. Pelo contrário, ficaram criticando e atacando a rádio.

Vivemos em sociedade imunda, hipócrita e falsa moralista, onde a aglomeração é livre na Mata da Bica, no Laguinho do Vovô, nos bancos, nas festinhas sociais pela Formosa, na inúmeras lojas das Viscondes, nas Cachoeiras e grande movimentação da Lagoa Feia. Agora, as escolas e faculdades seguem vazias.

Ou seja, para o mundo econômico e para a politicagem está liberado! Mas para o mundo da educação e estudos, não!

Realmente, a COVID-19 só veio para intensificar que a Educação não é prioridade no Brasil, mas sim o CNPJ.

Triste realidade de um país em que têm um Presidente que afirma ser uma “gripizinha” e não uma calamidade pública. E ainda existem pessoas que aprovam tal fala.

Triste realidade de um país onde os Gestores Estaduais e Municipais dão mais importância em coisas supérfluas e esquecem que o povo está morrendo todos os dias.

Triste realidade em que os nossos representantes políticos estão vivendo no “mundo da Alice das Maravilhas”.

Triste realidade em que boa parte da população ficam preocupados em ganhar e usar o Auxílio Emergencial de forma errada e esquecem que o Presidente poderia usar toda essa verba para adquirir as nossas vacinas ou investindo em pesquisas científicas para achar uma resolução para o fim desta pandemia.

Triste realidade de um país em que os representantes políticos estão vendo o seu povo sofrendo com esses aumentos malucos de preços nos mercados e não fazem nada.

Triste realidade em saber que o nosso país não vai mudar tão cedo, devido esses vários exemplos de mentalidade baixa e hipócrita.

Que DEUS nos abençoe!

Abraços do Prof João Lennon!

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*