Covid-19: para Bolsonaro, Brasil está em situação de “quase normalidade”

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta quarta-feira (16/12) que o Brasil chegou a uma situação de “quase normalidade”, ao comentar a pandemia de Covid-19.

A declaração foi feita durante uma cerimônia de Ação de Graças, no Palácio do Planalto, que contou com músicas e orações.

De acordo com Bolsonaro, a “quase normalidade” se deve a Deus e a seus ministros, que, segundo ele, deram esperança à população.

“Quem esperava, depois de meses difíceis, chegarmos a uma situação de quase normalidade ainda em 2020? A quem devemos tudo isso? Em primeiro lugar a Ele [Deus]. E depois, a vocês que estão aqui. Aos ministros, incluídos, que trabalharam incessantemente, [que] foram iluminados e conseguiram com suas ações, usando para o bem a máquina do Estado, para fortalecer e dar esperança a mais de 200 milhões de pessoas”, declarou o presidente.

Segundo os dados mais recentes das secretarias de Saúde do país, a média móvel de óbitos por Covid-19 voltou a crescer na terça-feira (15/12) e chegou a 662 – a mais alta desde 2 de outubro. O índice, em comparação com o registrado há 14 dias, sofreu acréscimo de 23,8%.

Em números absolutos, o país registrou 964 mortes em decorrência da Covid-19 e 42.889 novas infecções de coronavírus nas últimas 24 horas, de acordo com o mais recente balanço divulgado pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). No total, o Brasil já perdeu 182.799 vidas para a Covid-19 e computou 6.970.034 casos de infecção.

Fonte: Metrópoles
print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*