Operário morre após talude desmoronar perto da barragem da Vale que se rompeu em Brumadinho

Um operário morreu após um talude desmoronar sobre uma retroescavadeira, nesta sexta-feira (18), na área da Mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O local é perto da barragem de mesmo nome que se rompeu em janeiro de 2019, matando 270 pessoas.

O soterramento aconteceu durante a tarde e equipes do Corpo de Bombeiros, que atuavam próximo ao local procurando as vítimas ainda desaparecidas pelo rompimento da barragem, começaram imediatamente as buscas pelo operador de máquinas.

A vítima é um trabalhador de uma empresa terceirizada. O corpo foi resgatado durante a noite dentro da cabine, que foi destruída com o peso da terra de das pedras de minério.

De acordo com a corporação, o acidente foi em uma área de descarte de material. No local, não há operações de busca por desaparecidos da tragédia que aconteceu há quase dois anos.

Segundo a Defesa Civil, foi a mineradora que comunicou o desmoronamento.

Em nota, a Vale confirmou que houve um deslizamento de terra em talude na cava desativada da mina. A empresa não informou que tipo de atividade ainda realiza no local.

Fonte: G1
print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*