Prefeituras goianas cancelam comemorações de fim de ano

Foto: Reprodução.

Em um ano atípico por conta da pandemia do coronavírus, não causa estranheza que a tradicional “virada” também seja diferente. Pontos turísticos conhecido dos goianos se preparam para conter aglomerações e evitar a propagação da Covid-19. Fogos, shows e grandes festas estão cancelados em Caldas Novas e Pirenópolis, principais destinos turísticos nesta época do ano em Goiás.

Em Caldas Novas, o prefeito assinou um decreto proibindo qualquer evento de grande porte devido à Covid-19. Segundo o documento, fica terminantemente proibida a realização de shows artísticos de grande porte, inclusive os realizados com som automotivo de alta potência nas festividades de Natal e Ano Novo.

A prefeitura de Caldas destaca ainda que bares, restaurantes e estabelecimentos que queiram promover eventos devem comparecer à Vigilância Sanitária para obterem alvará especifico. Aruanã também proibiu a realização de eventos, festas nas praças, aglomerações com som automotivo e de banda.

A prefeitura de Pirenópolis informou que seguirá todos os decretos municipais e estaduais, proibindo qualquer tipo de festas bem como aglomerações. Um decreto específico ainda está sendo finalizado.

“Nenhuma festa e aglomerações serão permitidas e nem serão liberadas nos festejos de fim de ano. Os alvarás serão negados”, reforça a prefeitura. Segundo a assessoria do prefeito, uma festa chegou a ser anunciada, mas o município já está tomando as medidas jurídicas cabíveis e ela não será realizada.

Outro importante destino turístico, Alto Paraíso de Goiás também proibiu grandes festas e se prepara para coibir aglomerações. Um decreto em vigor determina que bares, lanchonetes e conveniências devem fechar meia-noite.

Jornal Opção

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*