Deputado Tião Caroço deve virar Secretário de Governo em Janeiro e Ernesto Roller Diretor da Assembleia

Mudança de secretariado de Caiado será anunciada em janeiro e terá foco em acomodações políticas

Trocas vão ocorrer em secretárias prioritárias para gestão com objetivo de dar novo ritmo para os dois últimos anos da gestão do democrata

Importantes mudanças vão ocorrer na gestão do governador Ronaldo Caiado (DEM) já no começo do próximo ano. A reforma administrativa já era esperada e servirá para acomodações políticas, além de dar nova oxigenação à gestão do democrata.

As negociações e indicações estão em curso desde já, mas as nomeações devem ser anunciadas nos primeiros dias de janeiro, segundo informa um auxiliar do governo. Caiado segue com sua habitual discrição em relação às movimentações no secretariado, mas já confirmou que haverá trocas, embora prefira não apontar quais são as pastas que terão seus titulares trocados. A palavra repetida por ele frequentemente quando toca no assunto é ‘governabilidade’.

O governador já deu o tom de que as mudanças servirão para dar um novo ritmo para os últimos dois anos de sua gestão. Portanto, as trocas deverão ocorrer em áreas mais sensíveis do governo e que tem status de prioridade dentro da gestão do democrata e que serão pilares para campanha de reeleição em 2022.

As mexidas nas peças devem ter como resultado a inclusão do PSD na base do governo. Uma composição já esperada, levando em conta a aproximação de Caiado e o senador Vanderlan Cardoso (PSD), viabilizada na eleição pela Prefeitura de Goiânia. O PDT e o PP também devem ter nomes no novo secretariado. Os progressistas já vinham cobrando uma participação maior na administração do Estado.

O governador tem se reunido e ouvido a cúpula do PP. O Prefeito de Anápolis, Roberto Naves (PP) saiu fortalecido da campanha que garantiu sua reeleição e tem boa relação com Caiado, o que vai ajudar os progressistas a terem mais espaço no governo. O presidente do Progressistas em Goiás, Alexandre Baldy, também se reuniu com o governador na semana passada, além de estar buscando nomes técnicos dentro da sigla para fazer suas indicações.

Além de acomodar indicações políticas, a reformulação no secretariado também terá reflexos na composição da base aliada. Uma das movimentações previstas seria trazer para a administração o deputado Estadual Tião Caroço, que foi expulso do PSDB, se mantém sem partido, mas demonstra aproximação com o PP.

Confirmando-se a presença de Tião Caroço entre os novos auxiliares de Caiado, abriria-se vaga na Alego que seria ocupada pela Dra. Cristina (PL). Ela é a 2º suplente do PSDB e como Francisco de Oliveira, 1º suplente, vai assumir a cadeira do prefeito eleito para Luziânia, Diego Sorgatto, uma nova vaga beneficiaria a parlamentar. Ela deverá compor a base caiadista.

Por Jornal Opção

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*