Goiás tem 307.304 casos confirmados e 6.789 mortes por coronavírus, diz governo

Goiás tem 307.304 pessoas contaminadas e 6.789 mortes pelo coronavírus, de acordo com o balanço da Secretaria Estadual de Saúde (SES) divulgado nesta terça-feira (29). O estado registrou 1.569 novos casos e 36 mortes nas últimas 24 horas.

De acordo com a SES, há 258 mil casos suspeitos em investigação. Mais de 296 mil pessoas se recuperaram da doença.

A taxa de letalidade do vírus em Goiás é de 2,21%. A pasta investiga se 201 óbitos suspeitos foram provocados pela doença.

Ocupação dos leitos de UTI

 

A rede pública estadual de saúde tem 253 leitos de UTI exclusivos para Covid-19. Nesta terça-feira, a taxa de ocupação está em 50%. Na enfermaria, o número está em 37%.

Já na rede municipal de Goiânia, dos 150 leitos de UTI destinados a pacientes com coronavírus, 55% estão ocupados. Na enfermaria, o índice é de 34%.

Evolução dos casos

 

Casos confirmados:

  • O governo estadual registrou os três primeiros casos de Covid-19 em 12 de março;
  • Em 15 de junho, o estado contabilizou 10 mil casos de coronavírus e 226 mortes;
  • Em 19 de julho, devido a uma instabilidade no sistema de notificação, houve redução de 17 casos nos números de infectados;
  • Em 14 de agosto, o estado ultrapassou 100 mil casos confirmados da doença;
  • No dia 18 de agosto, o estado registrou o recorde de casos, com 4.128 novas confirmações e 128 mortes por Covid-19 em um dia;
  • Goiás ultrapassa 150 mil casos em 9 de setembro;
  • Em 18 de dezembro, o estado passou de 300 mil casos confirmados.

 

Mortes confirmadas:

  • A primeira morte por coronavírus registrada em Goiás foi em 26 de março;
  • A marca de 1 mil mortes foi registrada em 16 de julho, dois meses após o início da pandemia em Goiás;
  • No dia 18 de agosto, o estado registrou o recorde de mortes, com 128 novas confirmações em um dia;
  • A marca de 3 mil mortos foi atingida em 28 de agosto;
  • Goiás chegou a 6 mil mortes em 18 de novembro.

Fonte: G1 Goiás

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*