Presidente da Chapecoense, Paulo Magro morre vítima da Covid-19

O presidente da Chapecoense, Paulo Ricardo Magro, de 58 anos, faleceu nesta quarta-feira vítima da Covid-19. Ele estava internado na Unidade de Terapia Intensidade (UTI) do hospital da Unimed, em Chapecó, no Oeste de Santa Catarina, desde o dia 18 de dezembro, e não resistiu às complicações da doença.

Magro assumiu a presidência do Verdão do Oeste em agosto de 2019, quando o ex-presidente, Plinio David de Nes Filho, o Maninho, anunciou o afastamento. Em agosto deste ano, o mandato da atual diretoria, válido até o fim da temporada, foi prorrogado por mais um ano.

Em nota, a Chapecoense lamentou o falecimento de seu presidente e pediu aos torcedores que se usam em orações pela família de Magro.

Confira a nota do clube

Extremamente consternados e com os nossos corações tomados pela tristeza e incredulidade, comunicamos o falecimento do presidente da Associação Chapecoense de Futebol, Paulo Ricardo Magro, ocorrido nesta quarta-feira (30).⁣

Por Redação do ge — de Chapecó (SC)

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*