Francisco Oliveira assume vaga de Diego Sorgatto. O deputado tomou posse, neste sábado, 2, em cerimônia na Assembleia

O pesedebista Francisco Oliveira assumiu, na manhã deste sábado, 2, o posto de deputado estadual na Assembleia Legislativa do Estado de Goiás. A cerimônia de posse foi conduzida pelo presidente da Casa, Lissauer Vieira (PSB), com auxílio do deputado Humberto Aidar (MDB), no gabinete da Presidência. A solenidade, realizada de maneira informal e reservada, também foi testemunhada pelo diretor de Gestão de Pessoas, Tasso Honorato; assessor adjunto à Presidência, Rubens Sardinha; chefia de Apoio Parlamentar, a procuradora Sandra Maria de Azevedo; e por Lucas Guilherme de Oliveira, filho de Francisco.

O parlamentar ocupa a vaga de Diego Sorgatto (eleito pelo PSDB, hoje no DEM), que tomou posse como prefeito do município de Luziânia, nesta sexta-feira, 1º, de janeiro. A saída de Sorgatto abriu espaço para que o primeiro suplente da sigla tucana assumisse os trabalhos no Parlamento goiano até janeiro de 2023.

“É um dia de muita alegria por poder voltar à Assembleia Legislativa e assumir o mandato de deputado. Nossa intenção é poder servir às pessoas, servir às cidades e, claro, a todo o Estado de Goiás. Quero conduzir o mandato com muita dignidade, honradez, sendo parceiro dos municípios, do presidente e de toda a Casa”, declarou Francisco Oliveira, ao assumir a vaga no Legislativo estadual.

A prioridade do parlamentar será, segundo ele, somar à Mesa Diretora da Alego. “A intenção é fazer com que os trabalhos possam fluir com tranquilidade. Quero trabalhar pelo crescimento e fortalecimento da Assembleia, na pessoa do nosso presidente, Lissauer Vieira, fazendo com que os projetos sejam discutidos para que possamos votar todas as matérias importantes para esta Casa e para todo o estado”.

Ao comentar o retorno do colega ao Parlamento, Lissauer Vieira destacou que Oliveira é um deputado experiente, que conhece a realidade do estado. “Não tenho dúvida de que ele chegará para acrescentar nas discussões e nos debates da Casa”. De acordo com o presidente, a Alego conta com a experiência do tucano, bem como “com a determinação que sempre teve ao longo do seu mandato na 18ª Legislatura”.

Um pouco do histórico político de Francisco Oliveira

Francisco Oliveira é natural de Morrinhos e, além do município em questão, tem como base eleitoral cidades como Goiânia, Aparecida de Goiânia, Anápolis, Itapaci, Bom Jesus de Goiás, Petrolina de Goiás, Trindade, Alexânia e São Luís de Montes Belos. Seu primeiro mandato político foi conquistado em 1992, quando foi eleito vereador da Capital.

De lá para cá, venceu outras duas vezes para o mesmo cargo, onde ocupou por três vezes a presidência da Câmara Municipal de Goiânia. Em 2014, foi eleito deputado estadual e compôs a 18ª Legislatura (2015-2019). No pleito de 2018, conquistou 28.505 votos e ficou na suplência pelo PSDB.

O suplente de parlamentar estadual é o candidato que, nas eleições proporcionais, não obteve o número de votos suficientes para tomar posse na qualidade de titular do mandato eletivo. Dessa forma, ele passa a figurar, na ordem decrescente dos votos recebidos, na lista de suplência do partido, podendo ser convocado para substituir o titular, temporariamente, nos seus afastamentos e licenças, ou, definitivamente, nas hipóteses de morte, renúncia ou perda do mandato.

Agência Assembleia de Notícias
print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*