Deputados desejam manter sessões híbridas até que sejam vacinados

Foto: Reprodução

O recesso da Alego termina em 1º de fevereiro, mas nem todos parlamentares querem de volta as sessões presenciais

 

No encerramento da última sessão na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), o presidente da Casa, Lissauer Vieira (PSB) alertou que na volta dos trabalhos, prevista para o dia 1º de fevereiro, as sessões serão presenciais. A notícia não agradou alguns deputados, que temem a Covid.

Foram nove meses de sessões híbridas. Deputados que se sentiam seguros em ir até o prédio da Alego, tinham o livre acesso, desde que usando máscaras e seguindo recomendações de distanciamento. Outros, que preferiam ficar em casa, se conectavam remotamente. Pelo que foi demonstrado, o sistema não atrapalhou o andamento dos trabalhos.

Como há deputados que se enquadram no grupo de risco, e as vacinas ainda não deverão ter chegado até a data marcada para volta das sessões, Lissauer Vieira deverá optar por seguir por mais um período com os trabalhos remotos.

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*