Canalização do Córrego Josefa Gomes

Formosa, assim como outras várias cidades no nosso país, não teve um
planejamento adequado para a sua criação e crescimento, principalmente em se
tratando de questões ambientais.
A canalização de córregos urbanos é uma necessidade urbanística e
ambiental. Na zona urbana do município de Formosa, o córrego Josefa Gomes
apresenta algumas peculiaridades em relação ao seu leito (como baixo declive
natural), e apresenta a problemática do assoreamento.
Ao longo do tempo, o nosso córrego foi e ainda está sendo assoreado,
dificultando o seu fluxo natural e comprometendo a biota.
Uma consequência grave, são as enchentes e inundações em vários bairros da
cidade ocasionados devido ao assoreamento do córrego.
Portanto, não resta outra alternativa viável a não ser a canalização. Vários
estudos já estão sendo realizados para a obra de canalização do trecho do Josefa
Gomes.
Uma outra alternativa seria reestabelecer as áreas permeáveis em quase toda
a sua microbacia, o que em palavras mais claras, seria remover grande parte da
cidade dessa área.
Por fim, é uma obra complexa e importante até mesmo para a urbanização da
cidade, pois, com certeza se deixarmos nosso Córrego como está hoje, em breve ele
se tornará um "rio morto".
A quem se interessar, procure a Secretaria de Meio Ambiente para conhecer
melhor o projeto, que contemplará as funções ecológicas e os serviços ambientais de
acordo com as peculiaridades e características do Córrego Josefa Gomes.

Por Nátila Arnold, Lance Goiás
natilaarnold@gmail.com

print