Covid-19: Pazuello diz a prefeitos que vacinação começa no próximo dia 20

Neste mês, serão distribuídas 8 milhões de doses das vacinas desenvolvidas pelo Butantan/Sinovac e pela AstraZeneca/Oxford

Pazuello anuncia aquisição de 100 milhões de doses da vacina

O prefeito de Florianópolis (SC), Gean Loureiro, disse nesta quinta-feira (14/1), em rede social, que a vacinação contra a Covid-19 pode começar na próxima quarta-feira (20/1), em todo o país.

Loureiro se reuniu com mais de 100 prefeitos e com o ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, para discutir o início da imunização. O governo prevê a aplicação de 8 milhões de doses, ainda neste mês.

“Apesar de [haver] mais de 8 milhões de doses no Butantan, o pedido na Anvisa foi para 6 [milhões]. Por isso, nesse primeiro momento, serão 6 milhões da Coronavac e 2 milhões da AstraZeneca para quarta, dia 20″, anunciou Gean.

“A intenção é que as vacinas que chegarem já prevejam as duas doses”, complementou o prefeito. Logo, se uma cidade receber, por exemplo, 20 mil doses, serão aplicadas em 10 mil pessoas.

“O Ministério prefere assim, porque a segunda dose é após 3 semanas”, ressaltou Gean. “Primeiro grupo agora em janeiro: profissionais de saúde, idosos em asilos e indígenas. Depois, idosos acima de 75 anos”, explicou, pelas redes sociais.

Pazuello anuncia aquisição de 100 milhões de doses da vacina 9

 

As informações foram confirmadas pelo prefeito de Maringá (PR), Ulisses Maia. “Agora, aguardamos autorização do Ministério da Saúde para comprar vacinas com recursos próprios”, enfatizou.

Em contrapartida, o presidente da Frente Nacional de Prefeitos, Jonas Donizette, afirmou, logo após a reunião com o ministro da Saúde, que a campanha de vacinação no Brasil começará com 5 milhões de doses do imunizante produzido pela farmacêutica AstraZeneca e pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

O ministro da Saúde garantiu, na quarta-feira (13/1), que a imunização contra o novo coronavírus começará neste mês. Pazuello informou, sem dar detalhes, que Manaus (AM) terá prioridade no plano de vacinação.

Fonte:Metrópoles

print

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*