Pelo menos quatro viaturas capotam em Goiás em menos de dois meses

Primeiro acidente aconteceu no dia 26 de dezembro de 2020 e o último na quarta-feira (24).

Em menos de dois meses, aconteceram ao menos quatro capotamentos envolvendo viaturas em Goiás. O primeiro acidente aconteceu no dia 26 de dezembro de 2020 e o último na quarta-feira (24).

O primeiro ocorreu na GO-320, em Edeia, quando uma viatura do sistema prisional de Goiás capotou e deixou três policiais penais e três presos feridos. Um agente penal que estava em estado grave precisou ser transportado para uma unidade de saúde da capital pelo helicóptero do Corpo de Bombeiros.

Os três policiais penais, que não tiveram os nomes divulgados, fazem parte do Grupo de Intervenção Tática (GIT) do sistema penal, Segundo os bombeiros, eles transportavam presos na hora do acidente. Em nota, a Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP) disse que os três detentos já se encontram cumprindo pena na unidade prisional de destino.

O segundo acidente aconteceu no dia 19 de janeiro de 2021 e deixou uma vítima fatal. O sargento Alcinedes Borges da Silva de 45 anos, que trabalhava no serviço administrativo do Corpo de Bombeiros Militar (CBM), morreu após a viatura que ele dirigia colidir em um poste na GO-020, em Goiânia. Ele chegou a ser socorrido, mas morreu a caminho do Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo). O Corpo de Bombeiros prestou homenagem ao militar através de uma nota de pesar.

Após nove dias, no dia 28 de janeiro de 2021, um soldado da Polícia Militar (PM) morreu e outros três ficaram feridos após a viatura em que eles estavam bater de frente com um caminhão em Rio Verde, na região sudoeste de Goiás. Os militares são da Companhia de Policiamento Especializado (CPE), unidade de elite da PM, e, no momento da colisão, estavam indo atender uma ocorrência.

O último capotamento aconteceu com uma viatura da Polícia Penal de Goiás e deixou quatro feridos na BR-020, entre Formosa e Planaltina,na tarde desta quarta-feira (24). O Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBM-DF) atendeu a ocorrência e informou que automóvel era conduzido por um agente que perdeu o controle da direção e veio a capotar o automóvel, que parou com as rodas para cima às margens da rodovia.

Fonte: Mais Goiás
print