BALANÇO DOS CASOS DE COVID-19 NAS ÚLTIMAS 24 HORAS NO BRASIL E EM GOIÁS

O Brasil registrou 755 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas, chegando ao total de 255 mil e 18 óbitos desde o começo da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes no Brasil nos últimos 7 dias chegou a 1.208, o segundo recorde consecutivo registrado nessa média. A variação foi de +11% em comparação à média de 14 dias atrás, indicando tendência de estabilidade nos óbitos pela doença.

Em casos confirmados, desde o começo da pandemia 10 milhões 549 mil 129 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus, com mais de 40 mil confirmados no último dia. A média móvel nos últimos 7 dias foi de 54 mil novos diagnósticos por dia. Isso representa uma variação de +21% em relação aos casos registrados em duas semanas, o que indica tendência de alta nos diagnósticos. Dez estados e o Distrito Federal, estão com alta nas mortes. São eles: Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Mato Grosso, Pará, Tocantins, Bahia, Ceará, Maranhão, Piauí, Rio Grande do Norte e Tocantins.

Goiás registrou 200 casos de Covid-19 e sete mortes nas últimas 24 horas. O boletim da Secretaria de Estado de Saúde deste domingo, aponta que o estado já tem 395 mil 836 registros confirmados da doença e 8 mil 517 óbitos. A taxa de letalidade no estado é de 2,15%.

A rede pública estadual de saúde tem 407 leitos de UTI exclusivos para Covid-19. No sábado, a taxa média de ocupação está em 95%. Na enfermaria, o número está em 82%. Dos 20 hospitais da rede que têm leitos intensivos, metade já não tem mais vagas para internação.

Já na rede municipal de Goiânia, dos 229 leitos de UTI destinados a pacientes com coronavírus, 97,5% estão ocupados. Na enfermaria, o índice é de 98,5%.

Prefeitos da Região Metropolitana aderiram ao Decreto que impõem medidas restritivas contra Covid-19 e governador Ronaldo Caiado espera adesão de todas cidades goianas onde há situação de calamidade.

 

 

 

 

Fonte: Secretaria de Comunicação de Goiás

print