Foguetes atingem base no Iraque que abriga soldados americanos

Ao menos 10 foguetes atingiram nesta quarta-feira (3) uma base que abriga soldados americanos no Iraque. O ataque ocorre a dois dias de uma visita histórica visita do papa Francisco ao país.

O alvo foi a base de Ain Al Asad, no deserto de Anbar, e vários foguetes atingiram a área em que ficam os soldados da coalização internacional liderada pelos Estados Unidos.

É o primeiro ataque contra forças americanas desde que os EUA atingiram alvos da milícia alinhada ao Irã na fronteira entre o Iraque e a Síria, na semana passada. Foi a primeira ação militar do governo Biden.

O ataque alimenta temores de uma possível repetição de uma série de ataques como os do ano passado, que culminaram no ataque de drones comandado pelos EUA que matou o general iraniano Qassim Soleimani.

Um funcionário civil terceirizado morreu de ataque cardíaco após o ataque. O governo não informou se a vítima era iraquiana ou estrangeira.

O coronel Wayne Marotto, porta-voz americano da coalizão internacional no Iraque, afirmou que as forças de segurança iraquianas iniciaram uma investigação.

Militares iraquianos disseram em comunicado que o ataque não causou perdas significativas e que as forças de segurança encontraram o local usado para disparar os mísseis.

Visita do papa

 

O ataque é o mais recente de vários que fora cometidos nas últimas semanas e mostra a dificuldade logística de organizar a visita do papa, que começa na sexta (5) e vai até segunda (8).

Francisco será o primeiro papa a visitar o Iraque, um país muçulmano de maioria xiita, na história.

Igreja de Qaraqosh, que será visitada pelo papa — Foto: Thaier al-Sudani/Reuters

Igreja de Qaraqosh, que será visitada pelo papa — Foto: Thaier al-Sudani/Reuters

 

Fonte: G1

print