Trindade registra 31% de casos positivos em 1° dia de testagem contra covid

Vigilância Epidemiológica ressalta que isso não significa que um terço da população tenha sido contamina pelo novo coronavírus.

A Prefeitura de Trindade realizou, nesta quarta-feira (03/03), testagem agendada da população que apresenta sintomas da Covid-19. Ao todo, foram feitos 119 testes, sendo que 37 deram resultado positivo. Isso representa que 31,09% dos diagnósticos auferidos.

A coordenadora de Vigilância Epidemiológica do município, Millainy Andrade, explica que esses dados não significam que 31% da população de Trindade esteja infectada, pois o critério para fazer o exame é apresentar, ao menos, entre três a cinco dias de sintomas da doença.

“Esse dado é muito preocupante. Nós temos que deixar bem claro, que não é 31% da população que está contaminada. Isso seria se tivéssemos feito uma testagem em massa, em pessoas que têm sintomas e aquelas que não têm”, esclareceu Millainy.

Segundo a prefeitura, a testagem irá continuar nesta quinta-feira (04/03) e vai até domingo (07/03). O processo está sendo feito, na Feira Coberta de Trindade, pelo sistema drive-thru, mas não há problema se o cidadão comparecer à pé.

Serão testadas as pessoas que apresentarem, num período de três a cinco dias, os seguintes sintomas: febre, coriza, dor de garganta, tosse, fadiga, congestão nasal ou dor muscular.  O método utilizado  é o antígeno swab, que colhe o material pelo nariz por meio de uma haste com algodão. O resultado sai em 15 minutos e o morador pode aguardar no local.  Para fazer o teste é necessário agendar pelos telefones: 3506-7108, 3506-2411 e 3505-7928, das 07h às 17 horas.

O prefeito da cidade, Marden Junior, explica que o objetivo da ação é identificar as pessoas com Covid-19, para que o tratamento seja iniciado o mais rápido possível, evitando assim complicações da doença e possíveis internações. Ele ainda reforçou a importância de seguir os protocolos de combate ao contágio do coronavírus.

“A higienização das mãos, o uso de máscaras e o distanciamento social são fundamentais para o controle da doença, até que consigamos vacinar toda a população”, destacou.

Fonte: Mais Goiás
print