Mãe viraliza na web após fazer bolo de aniversário para filho de 1 ano em homenagem a médicos e cientistas

A jornalista Sílvia Amélia de Araújo, de 40 anos, viralizou na web após postar uma foto do bolo que fez em homenagem ao primeiro aniversário do filho, na cidade de Goiás, no centro do estado. Os “super-heróis” que foram tema do bolo são médicos e cientistas. No post, ela brincou que o marido a culpa por o menino ainda não gostar de nenhum personagem, já que ela passa o dia assistindo a entrevistas com esses profissionais sobre a pandemia de coronavírus.

“1 ano do meu filho hoje. Meu marido lamentou que o menino ainda não é fã de nenhum personagem infantil. Disse que a culpa é minha porque passo a manhã vendo infectologistas e outros pesquisadores dando entrevista na GloboNews. Por isso, este foi o bolo do aniversário”, escreveu Sílvia.

O primeiro aninho de Antônio Araújo França, chamado carinhosamente de Tonico, foi na quinta-feira (4). No topo do bolo, a mãe colocou fotos impressas dos seguintes profissionais: os biólogos Átila Iamarino e Natalia Pasternak; os infectologistas Jamal Suleiman e Unaí Tupinambás; e a pneumologista Margareth Dalcolmo.

“Quando pensamos em fazer um bolo de aniversário, nós falamos: ‘Qual vai ser o tema?’. Meu marido falou que as crianças da família todas têm um personagem que gosta, e ele não tem ainda porque eu vejo notícia o dia inteiro. Eu fico assistindo e brincando com ele [o Tonico] do meu lado. Só eu e ele, porque meu marido dá aula on-line. Então, ele já conhece até o barulho da vinheta”, contou.

Sílvia, que acreditou estar fazendo um post apenas para os amigos na internet, contou que se surpreendeu com a repercussão. Até a tarde desta sexta-feira (5), a publicação já reunia quase 10 mil curtidas em uma rede social. No celular dela, não param de chegar mensagens, inclusive, de alguns dos “personagens” que foram tema do bolo.

“Achei que estava fazendo uma brincadeira entre os meus amigos. Não esperava a repercussão. Eu recebi mensagens de várias pessoas, da Natália Pasternak, que foi super fofa, e até do doutor Jamal, no meu celular. Eu sou super fã dele”, disse Sílvia.

 

Sílvia, que é natural de Minas Gerais, conta que se mudou para Goiás com o marido, o professor Renné França, de 39 anos, há seis anos. Em 2020, eles se tornaram pais: “Foi, praticamente, junto com a pandemia”.

“A gente passa quase todo o tempo isolado. Ele nasceu uma semana antes da pandemia, naquela primeira situação mais caótica do mundo, e ficamos quase todo tempo trancados em casa, passamos tudo sozinhos. A situação no Brasil está muito triste. Nós assistimos a muitas notícias”, contou Sílvia.

Fonte: G1 Goiás

print