PGR apura falsidade ideológica de Pazuello em plano de vacinação

(Imagem: Pedro Ladeira/Folhapress)

O primeiro plano de vacinação continha assinaturas de cientistas que, posteriormente, disseram que não foram consultados sobre o texto. Pazuello é acusado de falsidade ideológica.

O PGR Augusto Aras prestou informações ao ministro Edson Fachin, do STF, dizendo que já tramita no Órgão notícia de fato contra Eduardo Pazuello, o atual ministro da Saúde, sobre o primeiro plano de vacinação elaborado.

A manifestação foi proferida no âmbito de petição proposta pela deputada Federal Natália Bastos Bonavides, que acusa Pazuello de falsidade ideológica. Isso porque este primeiro plano continha assinaturas de cientistas que, posteriormente, disseram que não foram consultados sobre o texto.

“Nesta Procuradoria-Geral da República já tramita Notícia de Fato destinada à averiguação preliminar do acontecimento ora relatado pela Deputada Federal noticiante.”

De acordo com Aras, eventual surgimento de indícios razoáveis de prática criminosa pela autoridade noticiada “ensejará, pois, a adoção das providências necessárias à persecução penal”, disse.

Veja a íntegra do documento.

 

Por: Redação do Migalhas

print