Dos 8 hospitais com leitos de UTI para Covid-19 em Goiânia, 5 estão com 100% de ocupação

De acordo com o mapa de leitos de UTI para tratamento da Covid-19 na rede pública de Goiânia, há apenas leitos bloqueados nas demais unidades hospitalares

A taxa de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) destinados a pacientes com Covid-19, em Goiânia, está em 91%. No entanto, não há unidades desocupadas no município, de acordo com atualização do mapa de leitos Covid-19 UTI, disponibilizada no Painel Coronavírus da Prefeitura de Goiânia e consultada pelo Diário de Goiás nesta terça-feira (9), às 18h10.

Os outros três hospitais possuem leitos bloqueados, neste momento. No Hospital das Clínicas, por exemplo, há 40 unidades de UTI para pacientes com Covid-19, sendo que 19 estão ocupadas e 21 bloqueadas. O Hospital e Maternidade Célia Câmara também conta com um leito bloqueado e o Hospital Jacob Facuri, com duas unidades.

Abaixo do demonstrativo, há a justificativa de que os leitos bloqueados no HC são por pacientes negativos e por precaução de contato. Na Maternidade Célia Câmara, a justificativa do bloqueio também é precaução de contato, enquanto os bloqueios do Hospital Jacob Facuri se dão por conta da ocupação por pacientes de outros convênios.

Na última segunda-feira (8), a Prefeitura de Goiânia anunciou a abertura de 20 a 30 leitos, prevista para início a partir desta terça-feira (9), por meio do credenciamento de novos profissionais da saúde, iniciado no último sábado (6) para a ampliação de vagas para tratamento da Covid-19.

Por Diário de Goiás

print