Para garantir disponibilidade de leitos, Ipasgo prorroga suspensão de cirurgias eletivas

Medida cumpre determinação do Governo de Goiás. Apenas procedimentos de urgência e emergência continuam a ser realizados.

O Instituto de Assistência dos Servidores Públicos de Goiás (Ipasgo) prorrogou, nesta segunda-feira, 8, a suspensão de cirurgias eletivas. A decisão cumpre uma determinação do Governo de Goiás e tem como objetivo aumentar a disponibilidade de leitos nos hospitais da rede Ipasgo para atender casos de internação de pacientes com Covid-19.

Procedimentos e cirurgias de urgência e emergência que tenham riscos e necessidades comprovados pela auditoria do instituto serão realizadas normalmente. “Neste momento, a prioridade é garantir que beneficiários que porventura estejam contaminados pelo novo coronavírus recebam atendimento adequado”, explica Hélio José Lopes, presidente do Ipasgo.

A medida integra o plano de ação emergencial do Governo de Goiás para combater o avanço da segunda onda do coronavírus no Estado. O presidente do Ipasgo diz que a determinação do governador Ronaldo Caiado é para que todos os esforços sejam destinados às ações de controle, prevenção e estruturação da rede de saúde pública e privada para este momento.

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Jornal Opção

print