Entorno do DF registra novo caso de variante mais grave do coronavírus

Goiânia – Uma das variantes do coronavírus mais transmissíveis e que geram mais hospitalização e mortalidade continua avançando no Entorno do Distrito Federal (DF). A linhagem de Manaus agora foi identificada na cidade de Águas Lindas de Goiás, a 200 quilômetros de Goiânia.

Ao todo, já são oito variantes circulando no Entorno do DF (entre elas, as mais agressivas). Em Brasília, são quatro atestadas pela Secretaria de Saúde.

O caso foi confirmado ao Metrópoles, pelo secretário de Saúde de Goiás, Ismael Alexandrino, nesta sexta-feira (12/3), no mesmo dia em que o estado completa um ano de constatação dos primeiros casos de Covid-19.

Alexandrino disse que ainda não sabe se a pessoa viajou ou teve contato com outras que chegaram à cidade. Segundo ele, equipe do Sistema de Informação de Vigilância Epidemiológica (Sivep), do Ministério da Saúde, “está investigando” como a variante de Manaus, chamada de P1, contaminou pessoa que vive em Águas Lindas de Goiás.

O secretário anunciou que, até o momento, Goiás já registrou oito variantes do coronavírus – uma a mais do que o total de fevereiro –, incluindo a de Manaus e a do Reino Unido. Essas duas são as que mais preocupam autoridades sanitárias, por aumentarem o número de mortes de pessoas contaminadas.

Variante britânica

Luziânia e Valparaíso de Goiás, no Entorno do DF, também já registraram, em fevereiro, contaminação pela variante do Reino Unido, apontada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como uma das que intensificam a onda de mortes de pessoas por Covid-19.

Inicialmente, dois moradores da mesma família foram diagnosticados com a variante britânica, mas, em seguida, amostras de outros 14 familiares foram encaminhadas para exame por suspeita de contaminação pela mesma linhagem. O resultado ainda não foi divulgado.

A superintendente estadual de Vigilância em Saúde, Flúvia Amorim, ressaltou que as variantes têm avançado em Goiás. “Temos 21 amostras de P1 identificadas no estado. A maioria é em pacientes que vieram de Manaus e uma de Anápolis”, explicou ela. “Águas Lindas ainda não tinha”, disse.

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), tem dito à imprensa que as variantes do coronavírus do Reino Unido e da África do Sul chegaram a Goiás pelo Aeroporto Internacional de Brasília. Segundo ele, pessoas contaminadas com Covid-19 residentes do Entorno do Distrito Federal podem ter contraído o vírus na capital federal.

 

Fonte: Metrópoles

print