Entenda por que muitas famosas estão retirando as próteses de silicone

Nos últimos meses, têm crescido os relatos de influenciadoras e famosas que optaram por retirar o implante de silicone. Apesar de ser uma das cirurgias plásticas mais recorrentes no país, estão cada vez mais comuns os casos de mulheres que optam pelo caminho inverso, diminuindo o tamanho dos seios e deixando-os naturais. O procedimento é conhecido como explante mamário.

No ano passado, o Metrópoles fez uma reportagem explicando que uma das razões para esse novo comportamento era um mal-estar conhecido como Doença do Silicone. Dores no corpo e nas mamas são alguns dos sintomas associados à condição, que ainda intriga médicos e cirurgiões.

Foi essa a razão para a ex-BBB Amanda Djehdian optar por se ver livre das próteses. Diversos estudos tentam entender porque, mesmo sendo um fenômeno raro, o silicone pode ter efeitos colaterais em algumas pessoas.

Para Ivanoska Filgueira, cirurgiã plástica e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, esse boom na procura pelo explante tem a ver com as transformações comportamentais pelas quais a sociedade tem passado nos últimos anos. Com diferentes padrões de beleza, surgem também necessidades únicas, muito mais ligadas à beleza sim filtros e que não precisa de artifícios externos para alcançar a esperada autoafirmação.

“Hoje, há a consciência da mulher de que o corpo é dela e que ela não está aqui para agradar o outro. Tudo isso impulsiona a naturalidade na cirurgia plástica. Muitas pacientes estão querendo retirar o implante para ficar mais natural”, diz. Em vez de mamas enormes, como nos anos 2000, a ideia agora é parecer uma versão melhor de si, sem exageros.

 

Fonte: Metrópoles

print