Auxiliar do governo Caiado critica Aparecida por adotar escalonamento

O secretário estadual de Governo, Ernesto Roller, foi para o Twitter criticar a decisão do prefeito de Aparecida, Gustavo Mendanha (MDB), de afrouxar as medidas de isolamento social e liberar o funcionamento escalonado do comércio a partir desta segunda-feira. Em tom de ironia, Roller pergunta se a Federação das Indústrias de Goiás (Fieg) “assumiu a prefeitura”. 

“A FIeg assumiu a prefeitura de Aparecida? O que mudou? Parece que o prefeito se submeteu aos interesses que não significam a defesa da vida”, questiona Roller. O Mais Goiás mostrou neste domingo que o município registrou 453 novos casos de covid-19 nos últimos dois dias e que o crescimento no registro de pacientes aumentou 300% em 35 dias. 

“O prefeito Rogério [Rogério Cruz, de Goiânia] se revela um líder político preocupado com seu povo [por manter o comércio não essencial fechado] e o vizinho adota agora uma postura covarde, de quem não aguenta uma pressão dos ricos. Como disse Mandela, ‘a pandemia vai separar os homens dos meninos’”, escreveu o secretário. 

O município tem, atualmente, 52.366 casos acumulados da doença. Deste número, 935 estão ativos e 50.648 recuperados. O número de óbitos desde o início da pandemia é de 783. A taxa de ocupação de UTI da rede pública destinada ao tratamento exclusivo da Covid é de 97%. Na rede privada, a porcentagem é de 96%.

Como funciona

O isolamento social por escalonamento divide a cidade em 10 macrozonas. De segunda a sexta-feira, quatro macrozonas ficam com o comércio fechado. No sábado, a cidade toda fecha às 13h. O domingo é dia de fechamento total de todo o município.

Na segunda-feira, fecham as macrozonas: Vila Brasília, Buriti Sereno, Alto Paraíso e Cidade Livre. Terça-feira, fecham as macrozonas: Vila Brasília, Garavelo, Alto Paraíso e Zona da Mata. Quarta-feira é a vez das macrozonas do Garavelo, Centro, Zona da Mata e Expansul. Na quinta-feira ficam fechadas as macrozonas do Centro, Santa Luzia, Expansul e Papillon. Sexta-feira fecha as macrozonas do Santa Luzia, Buriti Sereno, Papillon e Cidade Livre. Todas as macrozonas fecham no sábado das 13h e no domingo o dia todo.

Fonte: Mais Goiás

print