Policial militar morre com Covid-19 seis dias depois de perder o irmão bombeiro para a mesma doença, em Catalão

Por Millena Barbosa e Alyne Braga, G1 GO e TV Anhanguera

Polícia militar Ariovaldo Camargo e o bombeiro Adelson Camargo morreram de Covid-19, em Catalão, Goiás — Foto: Divulgação/Polícia Militar

Polícia militar Ariovaldo Camargo e o bombeiro Adelson Camargo morreram de Covid-19, em Catalão, Goiás — Foto: Divulgação/Polícia Militar

O sargento da Polícia Militar Ariovaldo Camargo, de 42 anos, morreu, no sábado (13), vítima da Covid-19 em Catalão, na região sul de Goiás. Há seis dias, o irmão dele, o tenente do Corpo de Bombeiros Adelson Camargo, de 44 anos, também perdeu a vida para a doença.

O Policial Militar estava internado desde o dia 26 de fevereiro, em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), na Santa Casa de Misericórdia de Catalão. Em nota, a PM lamentou a morte do sargento, que estava há 18 anos na corporação, e prestou condolências aos familiares e amigos.

O corpo de Ariovaldo foi enterrado no Cemitério Municipal de Catalão, na tarde de sábado. Ele deixou esposa e uma filha de 3 anos. Já o irmão dele, que era lotado no 10º Batalhão do Corpo de Bombeiros de Catalão, faleceu no último dia 7 de março. Segundo a prefeitura, ele estava internado em um hospital privado do município.

Casos de coronavírus

 

De acordo com a Prefeitura de Catalão, até sexta-feira (12), o município registrava 6.491 casos de coronavírus e 194 mortes. Em todo o estado, de acordo com o último boletim divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) no sábado, há 432.878 pessoas contaminadas, sendo 9.537 mortes provocadas pela Covid-19.

Fonte: G1 Goiás  

print