Policia Civil prende mais um suspeito de assalto à casa no Lago Sul

Por Sthefanny Loredo, TV Globo

Com coletes da PF, criminosos assaltam casa no DF

Com coletes da PF, criminosos assaltam casa no DF

A Polícia Civil do Distrito Federal prendeu, nesta sexta-feira (12), mais um envolvido no assalto a uma casa no Lago Sul, em Brasília, no dia 5 de fevereiro. O homem, de 40 anos, estava sendo procurado.

Ele aparece nas câmeras de segurança que gravaram a fuga dos assaltantes, que usavam uniformes da Polícia Federal (veja vídeo acima). A casa pertence a um empresário chinês.

Conforme os investigadores, o homem preso nesta sexta já tinha passagem pela polícia por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. Em fevereiro, os policiais prenderam um outro suspeito, de 38 anos, que trabalhava em uma oficina mecânica em Taguatinga.

O terceiro envolvido no assalto, que também aparece no vídeo, continua sendo procurado.

Relembre o caso

 

Criminosos com coletes da PF assaltam casa no Lago Sul, no DF — Foto: Reprodução

Criminosos com coletes da PF assaltam casa no Lago Sul, no DF — Foto: Reprodução

O crime por volta das 10h30 do dia 5 de fevereiro. O carro, com três assaltantes, ficou estacionado em frente à casa.

Quando viram o morador sair da garagem, eles impediram a passagem do veículo e, em seguida, desceram do automóvel em que estavam. Encapuzados e com coletes falsos da Polícia Federal os assaltantes renderam o empresário chinês e um amigo dele, ainda do lado de fora da residência.

Dentro da mansão, o caseiro também foi rendido. Os três foram amarrados e trancados em um quarto.

O carro usado no crime foi localizado pela Polícia Militar do DF um dia depois, em Samambaia. O veículo era clonado e havia sido roubado em novembro de 2020.

O motorista foi preso por receptação. Segundo a polícia, por enquanto, a participação dele no crime está descartada.

VÍDEO: Motorista reage a assalto e detém suspeito em Ceilândia

 

Motorista reage a assalto e detém suspeito em Ceilândia, no DF

Motorista reage a assalto e detém suspeito em Ceilândia, no DF

Fonte: G1 DF

print