Clubes belgas votam a favor de liga conjunta com a Holanda

“Beneliga” só poderá começar a ser disputada em 2025 devido aos contratos de televisão

Clubes belgas votaram a favor da possibilidade de uma liga conjunta com seus vizinhos holandeses, revivendo uma ideia que surgiu há dois anos, mas congelada por causa da pandemia da Covid-19. Os 18 times da Pro League belga apoiaram unanimemente um acordo sobre “os rumos para o futuro” do futebol profissional no país.

“Esta ambição de futuro baseia-se no respeito pelas aspirações desportivas dos principais clubes e na necessidade de estabilidade econômica para os outros clubes profissionais. Há um apoio unânime para concretizar a possibilidade do Beneliga e dar-lhe todas as oportunidades. A gestão da Pro League passará a ter um papel ativo nisso”, diz um comunicado da entidade que administra a liga de futebol da Bélgica.

Caso a ideia da “Beneliga” vá adiante, a competição só seria criada em 2025, quando os atuais contratos de televisão das ligas belga e holandesa acabam.

Club Brugge é um dos clubes que encabeçam ideia da criação da Beneliga — Foto: BRUNO FAHY / AFP

Club Brugge é um dos clubes que encabeçam ideia da criação da Beneliga — Foto: BRUNO FAHY / AFP

Cinco clubes da Bélgica e seis da Holanda conversam desde 2019 sobre a possível criação de uma liga conjunta. A Bélgica é representada pelo Anderlecht, Brugge, Gent, Genk e Standard Liege, juntamente com os clubes holandeses Ajax, AZ Alkmaar, FC Utrecht, Feyenoord, PSV e Vitesse.

Um estudo sobre os benefícios de uma liga conjunta disse que aumentaria as receitas totais do futebol nos dois países em cerca de 300 milhões de euros a 1,3 bilhão de euros. No ano passado, os 11 clubes mantiveram discussões preliminares com a UEFA, órgão de controle do futebol europeu, sobre a ideia, mas ela foi rejeitada por associações de torcedores na Bélgica e na Holanda, que estão preocupadas com viagens mais longas para jogos fora de casa.

Fonte: Globo Esporte 

print