Especialista real diz que Meghan sabotou a realeza e enganou o mundo

As confissões de Meghan Markle na entrevista concedida a Oprah Winfrey, no domingo (7/3), continuam a render novos desdobramentos. Na conversa, a duquesa de Sussex fez a chocante revelação de que o seu filho Archie, de 1 ano, não ganhou o título de príncipe porque alguns integrantes da família real se preocupavam com a cor da pele do menino. Especialistas em realeza criticaram a fala da ex-atriz de Hollywood e disseram que ela “enganou o mundo”.

Escritora de livros sobre a família real, Katie Nicholl participou do programa de tevê The Royal Beat e abordou o assunto. De acordo com a especialista, Meghan e o marido, o príncipe Harry, sabiam dos motivos para o primogênito do casal não receber o título. No ponto de vista da autora, os duques de Sussex estavam cientes das regras da Coroa e, por isso, as afirmações ditas na entrevista a Oprah são falsas.

Considerada uma das revelações mais bombásticas do bate-papo, a duquesa de Sussex contou: “Naqueles meses em que eu estava grávida, tivemos conversas paralelas sobre ele não receber segurança ou um título, e também preocupações sobre como sua pele poderia ficar escura quando nascesse”. Na avaliação de Meghan, a família real não queria dar à criança a condecoração de príncipe ou princesa sem saber o gênero, o que vai de encontro ao protocolo.

As alegações de Meghan Markle foram amplamente criticadas por especialistas da realeza, já que ambos sabem das mudanças de regras ocorridas antes da ex-atriz entrar para a família da rainha. Com as novas “leis”, os membros menores na linha de sucessão, como Archie e o herdeiro da princesa Eugenie, August, não recebem o título de príncipe ao nascer. O menino ganhar a denominação não é um protocolo, pois se encontra na sétima posição na disputa para comandar o trono.

Durante o programa de TV, Katie Nicholl reprovou o discurso da duquesa de Sussex e se mostrou surpresa com o posicionamento do caçula da princesa Diana. “Meghan sabia [que isso era por uma razão constitucional estabelecida] e Harry definitivamente sabia”, defendeu a especialista em família real. Ela completou: “Acho que foi falso juntar tudo isso e sugerir que Archie não era um príncipe por causa da cor de sua pele. Considero que foi enganoso”.

Estruturas abaladas

A entrevista dos duques de Sussex passou a ser considerada a maior crise da história da monarquia britânica desde a abdicação do rei Edward VIII, tio da rainha Elizabeth II. Após o episódio envolvendo a apresentadora Oprah Winfrey, o casal provocou mais uma fúria no Palácio de Buckingham por “quebrar a confiança”. Nessa segunda-feira (15/2), a amiga da duquesa de Sussex, Gayle King, vazou informações confidenciais sobre a relação entre os príncipes Harry, William e Charles.

Durante participação no programa de televisão This Morning, do canal CBS, Gayle definiu que os bate-papos entre irmãos e o pai eram “improdutivos”. O príncipe Charles e os filhos, Harry e William, têm tentado selar a paz depois de protagonizarem diversos embates. De acordo com colaboradores do Palácio de Buckingham, as negociações entre os três deveriam permanecer totalmente privadas.

A amiga de Meghan destacou sobre Harry ter conversado com o pai e o irmão mais velho no último fim de semana. Outra confissão de Gayle King envolve Meghan Markle. Depois da entrevista bombástica, nenhum integrante da realeza ligou para a duquesa de Sussex. Segundo o The Sun, o Palácio de Buckingham proibiu os assessores de darem detalhes das consequências das recentes revelações dos pais de Archie e de confirmarem a conversa entre Harry, William e Charles.

Reprodução/InstagramPríncipes Charles com os filhos, William e Harry
Charles teve dois filhos com a princesa Diana, William (à esquerda) e Harry (à direita)
Fonte: Metrópoles
print