PC indicia ex-primeira-dama de Quirinópolis por omissão a abusos cometidos em casa de acolhimento

A Polícia Civil de Goiás (PC-GO), por meio da Delegacia de Polícia (DP) de Quirinópolis, indiciou na última segunda-feira (22/3) a ex-primeira dama de Quirinópolis, o ex-presidente do Conselho da Criança e do Adolescente, a coordenadora do abrigo Cantinho de Luz e mais sete pessoas por crimes ocorridos na casa de acolhimento do município.

Segundo informações da PC, o inquérito foi instaurado para apurar denúncias de maus-tratos, humilhações e constrangimentos ocorridos por parte dos servidores, e omissão das cuidadoras e responsáveis pelo abrigo.

De acordo com a investigação, duas meninas, de dois e cinco anos, foram estupradas, além de quatro meninos, todos menores de 14 anos. Deste modo, os indiciados responderão pelo crime de estupro de vulnerável, na forma comissiva por omissão.

Por fim, a PC pediu o afastamento cautelar da atual coordenadora, das cuidadoras e da equipe técnica do abrigo de suas funções em razão do receio de prática de novos crimes.

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: O Hoje

print