Goiás passa de 500 mil infectados por coronavírus, diz governo

Goiás chegou a 500.389 moradores infectados com o coronavírus em pouco mais de um ano de pandemia. O painel da Secretaria Estadual de Saúde (SES) revelou, nesta quarta-feira (7), que são 7.129 casos a cada 100 mil habitantes. Do número total, as mulheres correspondem a 53.46% (267.495) dos contaminados e os homens a 46.54% (232.894).

A faixa etária com mais pessoas que foram contaminadas é de 30 a 39 anos, com 116.457 moradores. Seguida da faixa de 20 a 29 anos, com 100.957 jovens.

Há relação direta entre os altos índices de contaminados com a descoberta da variante brasileira P1 predominar entre os casos positivos na capital, que soma 134.133 pessoas com o vírus e 3.815 mortes. Em Goiânia, a linhagem foi encontrada em 28 de 30 amostras analisadas.

Essa variante foi detectada em 17 cidades goianas. Na segunda quinzena de março, o alerta era claro para o aumento exponencial de internações, casos graves e mortes, segundo a SES.

Mortes

 

O painel revela também que o coronavírus provocou a morte de 12.343 pacientes goianos. A taxa de letalidade chega a 2,47%. Nas últimas 24h, o governo contabilizou 225 mortes causadas pela doença. Ao todo, são 12.343 óbitos.

Deste total de mortes, são 7.066 (57.25%) homens e 5.277 (42.75%) mulheres. A primeira morte foi registrada em 26 de março em Luziânia. A vítima foi uma idosa de 66 anos.

A faixa etária mais atingida no caso das mortes é de idosos entre 70 e 79 anos, que somam 3.071 óbitos. Depois, aparece o grupo de pessoas de 60 a 69 anos, com 2.928 mortes confirmadas.

O mês de março deste ano acabou como o pior mês da pandemia: foram 98 mortes e mais de 2,8 mil casos de Covid-19 por dia em Goiás. Ao todo, o mês registrou 88.503 moradores contaminados e 3.401 óbitos ao longo dos 31 dias.

Ocupação dos hospitais

 

A rede hospitalar estadual está com 94% dos 550 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) ocupados. Já 71% das 742 vagas de enfermaria disponibilizadas para pacientes com Covid-19 estão com pacientes.

Em Goiânia, das 311 vagas de UTI, 86% estão em uso. O índice na enfermaria, que tem 218 leitos, é de 89%.

O Complexo Regulador Estadual, que administra os pedidos de vaga, está com 187 pacientes na fila de espera por uma UTI e 115 aguardam um leito de enfermaria.

Vacinação

 

O estado já recebeu 1.233.780 doses de vacinas contra a Covid-19, sendo 1.051.080 da CoronaVac e 182.700 da AstraZeneca.

O levantamento realizado pela SES apurou ainda que, referente à primeira dose, foram aplicadas 565.676 doses. Do total, 140.557 pessoas já receberam o reforço.

Evolução dos casos

 

Casos confirmados:

  • O governo estadual registrou os três primeiros casos de Covid-19 em 12 de março;
  • Em 6 de maio, Goiás ultrapassou 1 mil casos confirmados e atingiu 45 mortes;
  • Em 15 de junho, o estado contabilizou 10 mil casos de coronavírus e 226 mortes;
  • Em 14 de agosto, o estado ultrapassou 100 mil casos confirmados da doença;
  • Goiás ultrapassa 150 mil casos em 9 de setembro;
  • Em 18 de dezembro, o número dobrou, ultrapassando 300 mil casos;
  • A Secretaria de Saúde informou no dia 30 de janeiro que foram registrados 350 mil casos;
  • Goiás registrou recorde de casos em um dia em 24 de março, com 5.409 novos infectados.

 

Mortes confirmadas:

  • A primeira morte por coronavírus registrada em Goiás foi em 26 de março;
  • A marca de 1 mil mortes foi registrada em 16 de julho, dois meses após o início da pandemia em Goiás;
  • A marca de 3 mil mortos foi atingida em 28 de agosto;
  • Em 7 de outubro, Goiás ultrapassou as 5 mil mortes pela doença;
  • Goiás chegou a 8 mil mortes em 15 de fevereiro de 2021;
  • O estado registrou 50% mais mortes em fevereiro em relação a janeiro de 2021;
  • O recorde de mortes em 24 horas foi de 267, registrado em 10 de março.
  • Em 18 de março, Goiás atingiu 10 mil mortes pela doença.

 

 

 

 

 

 

Fonte: G1 Goiás

print