Polícia Militar fecha laboratório usado para o refino de drogas, em Goiânia

Equipes do Grupamento de Intervenção Rápida Ostensiva (GIRO) da Polícia Militar fecharam um laboratório usado para o refino de drogas na tarde desta terça-feira (27), em Goiânia. No local, foram apreendidos 65 tabletes de crack, 10 peças de pasta base de cocaína, diversos insumos e 200 munições calibre .556. Um homem foi preso em flagrante durante a ação. A apreensão trouxe prejuízo estimado em R$ 1 milhão ao tráfico de entorpecentes.

O laboratório funcionava no Residencial Fonte das Águas e foi descoberto pelos militares durante moto patrulhamento tático na região. “O indivíduo conduzia um veículo, apresentou uma CNH falsa e entrou em contradição a respeito de seu nome. A equipe em diligências, após entrevista, deslocou a essa residência, no mesmo setor”, informou o Tenente Coronel Aliton Limeira, comandante do Giro.

Os PMs realizaram busca domiciliar e localizaram os ilícitos. O homem era o responsável pelo local e segundo levantamento de informações, trabalhava para uma organização criminosa, que atua no tráfico interestadual e internacional de drogas. “A intenção desse indivíduo era processar esse material, chegar a 100 porções, que seriam revendidas para pequenos fornecedores em Goiânia, principalmente na região Noroeste”, explicou.

Após verificação, as equipes policiais constataram ainda que o suspeito possuía diversos antecedentes criminais, por tráfico, furto e receptação. “Ele mantinha vida de luxo. Tinha carros de luxo, caros, trabalhando para essa quadrilha”, destacou o comandante do Giro. Ao final da ação, o indivíduo e todo o material apreendido foram levados à Central de Flagrantes da capital, para os demais procedimentos legais.

Fonte: Secretaria de Segurança Pública – Governo de Goiás

print