Novo Tom Brady? Patriots escolhem sucessor de antigo ídolo

O New England Patriots tem, enfim, o sucessor de Tom Brady. Trata-se de Mac Jones, quarterback selecionado na primeira rodada do draft pela franquia e que repete algumas características do grande ídolo de New England.

Assim como Tom Brady, Mac Jones é um quarterback que teve seu físico criticado durante todo o processo do draft. Uma foto sem camisa, inclusive, virou meme na internet, do mesmo jeito que aconteceu com o antigo camisa 12.

Como prospecto, Mac Jones sai da universidade muito melhor preparado e cotado do que Tom Brady, que foi a escolha número 199 em 2000. Mas algumas características de jogo dos dois são bastante semelhantes, além da parte física.

Jones é um jogador de pouca mobilidade, um quarterback à moda antiga. Em compensação, tem a parte mental do jogo bem afiada, consegue encontrar os recebedores no ponto certo, faz boas leituras e trabalha bem a base. Dentro do pocket, bem protegido, Mac pode ser um ótimo quarterback.

As características citadas lembram alguém? Exatamente Tom Brady. Para a comissão técnica de New England, é um encaixe que faz todo sentido. Isso quer dizer que Mac Jones será o que TB12 se tornou? Só o tempo dirá.

Histórico recente de Alabama

 

Que Alabama é um dos melhores programas universitários de futebol americano, não há dúvida. O time enfileira títulos e forma excelentes jogadores em quase todas as posições. Porém uma não acontece isso: justamente quarterback.

Dois titulares da NFL atualmente são formados na Crimson Tide: Jalen Hurts e Tua Tagovailoa. Porém nenhum deles se firmou ainda como profissional.

Mac Jones foi campeão nacional por Alabama — Foto: Sam Greenwood/Getty Images

Mac Jones foi campeão nacional por Alabama — Foto: Sam Greenwood/Getty Images

Olhando o histórico recente é ainda pior. De lá saíram jogadores como AJ McCarron, Blake Sims, Greg McElroy… todos foram titulares da universidade com bons números e não se firmaram na NFL. Alguns sequer chegaram à liga.

Se os últimos anos não são tão positivos, New Englad pode se apegar à história da universidade, que revelou dois dos maiores jogadores da história da posição: Joe Namath, dos Jets, e Bart Starr, dos Packers.

Fonte: Globo Esporte

print