UFC trabalha por revanche entre Ngannou e Lewis, diz Dana White

Nas palavras de Dana White, a próxima luta pelo cinturão peso-pesado do UFC deverá ter no octógono, naturalmente, o campeão Francis Ngannou, e o desafiante Derrick Lewis. O presidente do Ultimate, em entrevista ao canal canadense TSN nesta última segunda-feira, sinalizou que uma revanche entre o camaronês e o americano é o trabalho atual da organização para a categoria até 120kg.

– Estamos trabalhando nessa luta. Essa luta vai acontecer neste verão – disse o chefão da organização. Vale ressaltar que o verão americano, ou seja, do hemisfério norte, vai de junho a agosto.

Em 2018, Ngannou acabou derrotado por Lewis logo na sequência da derrota para o então campeão Stipe Miocic. O camaronês e o americano fizeram uma luta sonolenta para pesos-pesados no UFC 226, e receberam críticas após o duelo morno e sem emoção. A decisão veio dos juízes por unanimidade (29-28, 29-28, 30-27).

Com a revanche aparentemente encaminhada, quem terá que esperar para disputar o cinturão é Jon Jones. O ex-campeão meio-pesado (até 93kg) do UFC, que renunciou a seu título para se preparar para subir de categoria, terá que entrar num acordo financeiro com o UFC, algo que tem sido difícil nos últimos meses. Jon Jones era o nome cotado para a primeira defesa de cinturão de Ngannou após o camaronês nocautear Miocic em março.

Segundo Dana White, em entrevista à “ESPN americana”, Jon Jones terá um encontro em breve com Hunter Campbell, diretor de negócios do UFC, podendo chegar a algum acordo. E até mesmo acertar uma luta com o ex-campeão Stipe Miocic.

– Não (falei com Jones), mas (o diretor de negócios) Hunter Campbell tem um ótimo relacionamento com Jon, e sei que os dois estão conversando. Escute, Jon é um dos melhores de todos os tempos. Se ele quiser lutar, vamos lutar juntos por ele, mas ele tem que querer lutar (…). (Miocic) é o GOAT (o maior de todos os tempos) peso-pesado. O cara trabalhou e fez todas as coisas que você precisa para ser o GOAT peso-pesado, então isso é um fato. E eu não sei. Vamos ver o que vem a seguir. Escute, poderíamos fazer Jon e Stipe também.

Fonte: Globo Esporte

print