Brasil cai de 4º para 8º no ritmo de vacinação diária contra Covid

O ritmo de vacinação contra a Covid-19 caiu pela metade no Brasil nos últimos 14 dias, e o país foi ultrapassado por AlemanhaReino UnidoFrança Itália no número de doses aplicadas diariamente.

Em meio a uma série de problemas, a média diária de vacinação foi de 995 mil no dia 29 de abril para 429 mil na quarta-feira (12), apontam dados do “Our World in Data”, projeto ligado à Universidade de Oxford.

Com a redução de 57% em apenas 2 semanas, o Brasil caiu de 4º para 8º país que mais aplica doses de vacina contra a Covid-19 por dia. A China lidera o ranking, com uma média de 9,23 milhões.

Problemas com vacinas

 

Brasil sofre com a falta de doses da CoronaVac em diversas capitais e de insumos para ampliar a produção, por causa do atraso no recebimento do IFA (Insumo Farmacêutico Ativo) importado da China.

O IFA é um insumo fundamental para a produção de vacinas, e ataques do presidente Jair Bolsonaro e aliados do governo contra a China são apontados como responsáveis pela dificuldade na importação.

Na terça-feira (11), o governo federal suspendeu a vacinação contra a Covid-19 em grávidas com o imunizante de Oxford/AstraZeneca. Agora, só estão sendo imunizadas as gestantes com comorbidades e apenas com a CoronaVac ou a vacina da Pfizer.

Além disso, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) negou pedido do governo federal para importar 20 milhões de doses da vacina Covaxin, produzida na Índia, no fim de março.

A Anvisa também negou importação da Sputnik, da Rússia, no fim de abril. O governo contava com doses das duas vacinas para ampliar o ritmo da imunização no país.

Ranking de vacinação

 

Atualmente, o Brasil é o 5º em doses de vacinas contra a Covid-19 aplicadas, atrás do Reino Unido e à frente da Alemanha.

Fonte: G1

print