Jovem é filmado atropelando morador de rua ao tentar dar um susto nele em Catalão, diz polícia

Um jovem de 27 anos foi filmado ao atropelar um morador de rua em um posto de combustíveis, em Catalão, região sudeste de Goiás. Segundo a Polícia Civil, em depoimento, o motorista alegou que não teve intenção de atropelar o andarilho e que queria “apenas dar um susto nele”.

O nome do suspeito não foi divulgado, por isso, o G1 não conseguiu contato com a defesa dele.

O caso aconteceu por volta das 21h30 do último domingo (16), no bairro São João. O vídeo mostra quando o motorista deixa um posto de combustíveis e, em seguida, acelera o carro em direção ao morador de rua e o atropela. Sem prestar socorro, o jovem foge.

Após o atropelamento, o morador de rua foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel (Samu) e levado até o Hospital Santa Casa de Misericórdia de Catalão. Segundo a Polícia Militar (PM), ele estava consciente, recusou socorro e foi embora.

De acordo com o delegado responsável pela investigação, Fernando Maciel, o motorista foi encontrado pela Polícia Militar após denúncias de que estava escondido na casa de um amigo. O jovem foi ouvido e liberado em seguida.

“Ele alegou que acelerou o carro em direção ao morador de rua na intenção de dar um susto nele, mas que, por falta de cálculo ou descuido, acabou atropelando. No depoimento, ele disse que o andarilho fica bastante na região ‘importunando’ as pessoas, pedindo dinheiro e até ameaçando”, diz Maciel.

 

À polícia, o condutor alegou que fugiu do local do acidente sem prestar socorro porque “ficou muito assustado com a situação”. O delegado tenta localizar o morador de rua para colher o depoimento dele.

“O que mais dificulta é o desaparecimento da vítima, que fugiu do socorro. Nosso objetivo é encontrá-lo para realizar exames médicos e ouvir a versão dele. Vamos ouvir também mais pessoas, por exemplo, os funcionários que estavam no posto no momento do crime”, afirma.

De acordo com o delegado, o motorista pode ser indiciado por tentativa de homicídio ou pelo crime de lesão corporal.

Fonte: G1 Goiás

print