Com LVMH em alta, Arnault torna-se o homem mais rico do mundo, segundo a Forbes

Jeff Bezos, da Amazon, não é o homem mais rico do mundo — pelo menos não neste momento. Isso porque, segundo a revista americana Forbes, o dono do conglomerado de luxo LVMH (que inclui marcas como a Fenty Beauty, Louis Vuitton, Dior e Tiffany), Bernard Arnault, ultrapassou o fundador da Amazon, com US$ 300 milhões a mais que Bezos.

O motivo é a ação da LVMH, que se valorizou 0,4% durante as primeiras horas da abertura da bolsa americana, o que fez com que seu valor de mercado subisse para US$ 320 bilhões.

Há pouco mais de um mês, a companhia ultrapassou a Nestlé e a farmacêutica Roche em valor de mercado, tornando-se a companhia mais valiosa da Europa.

O aumento fez com que a fortuna de Arnault subisse em US$ 600 milhões, indo para R$ 186,3 bilhões. Bezos, o segundo mais rico, tem uma fortuna estimada de US$ 186 bilhões, e Elon Musk, da Tesla, de US$ 147,3 bilhões.

Nesta segunda-feira (24), Arnault deixou todos os fundadores de big techs para trás — como Bezos, Gates e Zuckerberg —, mostrando o poder e o crescimento do mercado de luxo em meio à pandemia da Covid-19, enquanto as ações das gigantes de tecnologia reduziram seu ritmo de crescimento.

Segundo a Bloomberg,que tem um ranking diferente, Bezos ainda é o homem mais rico do mundo (com uma fortuna de US$ 182 bilhões), mas perdeu US$ 2,28 bilhões, enquanto Arnault (com US$ 162 bilhões) ganhou US$ 311 milhões.

Por volta das 13h37 desta tarde, as ações da LVMH estavam sendo negociadas a € 637,50, em alta de 0,93%.

 

Fonte: CNN

print