Idoso escapa por segundos de queda de árvore no quintal de casa durante passagem de ciclone

Um idoso de 85 anos escapou da queda de uma árvore, de cerca de 15 metros de altura, por uma diferença de cerca de 16 segundos em Santos, no litoral de São Paulo, durante a passagem de um ciclone extratropical pelas cidades da região, no fim de semana. Ao G1, nesta segunda-feira (24), um dos filhos dele relatou choque ao assistir o vídeo.

A diferença de tempo entre a saída de Rivaldo Ramos, de 85 anos, do quintal e da queda da árvore de cerca de 15 metros de altura foi de apenas 16 segundos. O filho dele, Renato Rogner Ramos, contou que estava na residência com outros parentes no momento da queda, mas que não haviam percebido que o idoso se salvara por pouco do acidente.

A araucária caiu no quintal da residência às 7h26 de sábado (22), devido às fortes rajadas de vento que atingiram a cidade com a passagem de um ciclone extratropical pela região. Segundo a Defesa Civil, foram registradas rajadas de vento a 108 km/h, que causaram destruição em diversos pontos da Baixada Santista.

Árvore caiu segundos depois de idoso deixar o mesmo local — Foto: Reprodução

Renato conta que o pai foi ao quintal pela manhã para checar uma muda de embaúba, que estava balançando devido às fortes rajadas de vento. Ele caminha devagar e verifica as condições da planta, voltando à área de serviço da residência em seguida.

Menos de vinte segundos depois, a árvore cai no exato lugar onde o idoso estava pouco tempo antes. Segundo Renato, a araucária estava com cupins por dentro, comprometida o suficiente para não aguentar a ventania.

Árvore com cerca de 15 metros de altura cai no mesmo local onde idoso estava há 16 segundos — Foto: Arquivo pessoal/Renato Rogner Ramos

Árvore com cerca de 15 metros de altura cai no mesmo local onde idoso estava há 16 segundos — Foto: Arquivo pessoal/Renato Rogner Ramos

Quando assistiram às imagens, gravadas pela câmera de monitoramento do prédio vizinho, Renato conta que a família tomou um susto. “Não tínhamos ideia que tinha sido em um período de tempo tão curto. Até cair a ficha e assimilar… É impressionante”, conta.

“Foi uma sorte incrível. Ela caiu na diagonal, na direção da muda em que meu pai estava. Por sorte não tivemos prejuízo nem de vida, nem material”, diz o filho do idoso.

 

Desde a queda, a família segue fazendo a retirada da grande árvore caída aos poucos, cortando-a em pedaços devido à dificuldade de transporte.

Árvore está sendo retirada aos pedaços de quintal da família — Foto: Arquivo pessoal/Renato Rogner Ramos

Árvore está sendo retirada aos pedaços de quintal da família — Foto: Arquivo pessoal/Renato Rogner Ramos

 

Fonte: G1

print