Em junho, Brasil terá 43,8 milhões de doses das vacinas contra a Covid-19

Mesmo com nova previsão menor do que a anterior, de 54 milhões de doses das vacinas contra a Covid-19, o Ministério da Saúde conseguirá, em junho, ter o maior número desde o começo da campanha, em janeiro de 2021. Serão 43,8 milhões dos três imunizantes aprovados pela Anvisa.

De acordo com o secretário-executivo, Rodrigo Cruz, só da vacina da AstraZeneca serão quase 25 milhões de doses, sendo 20,9 milhões da Fiocruz, e 4 milhões do COVAX Facility (consórcio da OMS). Esses 4 milhões viriam em julho, mas a pasta conseguiu adiantar o envio.

Da Pfizer, serão 12,8 milhões também divididos entre a própria empresa e a OMS. Da empresa, virão 12 milhões com 2,4 milhões já na primeira semana de junho. E do COVAX serão 842 mil doses. Já do Butantã, serão 6 milhões de doses.

O Ministério da Saúde também está tentando adiantar o envio de dois lotes de IFA da AstraZeneca, previstos para o dia 20 de junho, para o começo do mês. Se isso acontecer, a pasta pode conseguir entregar as 54 milhões de doses.

 

Fonte: CNN

print