“Apesar de tudo, o Brasil vai bem”, diz Bolsonaro ao comentar PIB

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) comemorou na noite de terça-feira (1º/6) o resultado do Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro trimestre de 2021, que registrou crescimento de 1,2% em relação ao trimestre anterior, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Ele também comentou a previsão de crescimento da economia brasileira no ano de 2021, estimada em 3,5% pelo Ministério da Economia.

“Lógico que ninguém está falando que vai crescer 6%, mas a previsão é no mínimo 4%, que já é um número bastante grande, levando-se em conta o uso político por causa da pandemia por parte de alguns”, afirmou o presidente ao conversar com apoiadores no gramado do Palácio da Alvorada.

“Lamentamos as mortes, tá? Mas, apesar de tudo, o Brasil está indo bem. Graças ao governo federal. Se dependesse de muitos governadores e prefeitos, todo mundo estaria em casa, todo o comércio fechado, milhões de empregos destruídos. Então, graças ao governo federal, com suas medidas, onde se endividou mais de R$ 700 bilhões, conseguimos manter a economia viva”, disse.

O mandatário voltou a criticar medidas de restrição de circulação adotadas em âmbito local como forma de conter a disseminação do coronavírus.

“E vocês se lembram do que eu falava, né? Temos dois inimigos: o vírus e o desemprego. Devem ser tratados da mesma maneira e de forma simultânea. Como bateram em mim, lembra? Como é? Fica em casa e a economia a gente vê depois. Se eu fosse nesse papinho, a gente estava… [apoiadora diz “ferrado”] Ferrado você está sendo elogiosa. Estaria numa situação bastante complicada no Brasil.”

Em seguida, o presidente explicou o porquê de estar rindo em meio à situação sanitária do país.

“Alguns acham, tem gente filmando aqui, vai sair eu rindo. ‘Não pode, não sei o quê, o problema, isso acontece’. Se a gente não tentar ser feliz, vai esperar o quê? Eu pergunto: essa pandemia vai acabar quando? Alguém sabe? Vai até as eleições do ano que vem?”, indagou Bolsonaro.

A conversa de Bolsonaro com apoiadores foi registrada por um canal no YouTube simpático ao presidente.

 

Fonte: Metrópoles

print