Governo distribuirá 2,3 mi de doses da Pfizer; veja divisão por estado

O Ministério da Saúde começa, nesta segunda-feira (7/6), a distribuir 2,3 milhões de doses da vacina Pfizer aos estados e ao Distrito Federal. Os imunizantes chegaram ao Brasil na semana passada, em três voos que pousaram em Campinas (SP).

Segundo a pasta federal, São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso do Sul, Amazonas e Distrito Federal receberão os lotes ao longo desta segunda. As demais unidades federativas devem receber as doses até quarta-feira (9/6).

Os fármacos fazem parte do quantitativo de 12 milhões de imunizantes da Pfizer previstos para o mês de junho. De acordo com a 23ª pauta de distribuição do Ministério da Saúde, as demais remessas têm chegada prevista para os próximos dias 13, 20 e 27, em voos com 2,4 milhões de unidades cada.

Conforme anunciou o órgão federal, as doses são destinadas para a continuidade da imunização de “pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas com comorbidades, pessoas com deficiência permanente e trabalhadores do ensino básico”.

“Além disso, podem ser imunizados profissionais do transporte aéreo e agentes das forças de segurança, salvamento e Forças Armadas”, informou o ministério.

Reprodução/Ministério da SaúdeSaúde inicia distribuição de 2,3 mi doses da Pfizer. Veja divisão
Distribuição de doses da Pfizer aos estados e ao Distrito Federal entre segunda-feira (7/6) e quarta-feira (9/6)
Distribuição

De acordo com o Ministério da Saúde, os estados da região Norte devem receber 174,3 mil doses da Pfizer até quarta-feira. No Nordeste, a previsão é que 601,3 mil unidades sejam entregues.

No que se refere aos estados do Sudeste, a pasta deve enviar 1 milhão de vacinas. O Sul ficará com 374,4 mil unidades, e o Centro-Oeste, com 176,6 mil. Veja os detalhes no documento abaixo.

Contratos

O Ministério da Saúde tem dois contratos vigentes com a Pfizer. O primeiro deles é de 100 milhões de doses – desse quantitativo, 1 milhão de unidades foram entregues em abril e 2,5 milhões foram fornecidas em maio. Para junho, a expectativa é receber mais 12 milhões de doses. O restante dos imunizantes deve chegar no segundo semestre.

O segundo contrato também é de 100 milhões de doses. As vacinas desse acordo, no entanto, só devem chegar ao país no último trimestre de 2021.

Fiocruz

Na última sexta-feira (4/6), a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) forneceu 3,3 milhões de doses do imunizante de Oxford/AstraZeneca ao Ministério da Saúde. Com a entrega, o laboratório chegou à marca de 50,9 milhões de vacinas destinadas ao Programa Nacional de Imunização (PNI).

“Ainda nesta semana, o Ministério da Saúde prevê o envio aos estados de mais uma remessa da vacina Covid-19 da AstraZeneca/Oxford. As unidades são produzidas pela Fiocruz no Brasil, com matéria-prima importada”, informou o órgão federal. Para o mês de junho, estão previstas 18 milhões de unidades a serem entregues.

 

Fonte: Metrópoles

print