Casal gay denuncia que foi perseguido, xingado e ameaçado em parque de Anápolis: ‘Raça maldita, merece morrer’

Um casal gay denunciou à Polícia Civil, na tarde desta terça-feira (8), que foi perseguido, xingado e ameaçado de morte em um parque de Anápolis, a 55km de Goiânia. O auxiliar de produção Pedro Henrique Barbosa Santos, de 21 anos, disse ao G1 que estava com o esposo se preparando para gravar um documentário quando foi surpreendido por um homem os ofendendo.

“Seus viadinhos, essa raça maldita merece morrer”, disse o homem ao casal.

 

O caso aconteceu no último domingo (6). O jovem disse que, após ser xingado, questionou ao agressor o porquê de estar fazendo aquilo, mas o homem acabou tirando uma arma da cintura e correndo atrás dele e do esposo. Um vídeo mostra quando o jovem corre para dentro do parque (veja acima).

“Ele apontou a arma falando que iria nos matar. Saímos correndo para o meio do mato. Lembro-me de ouvir que a mulher dele pedia para que parasse com aquilo”, contou o jovem.

 

A delegada Cynthia Costa informou que está investigando o caso, mas que ainda não há uma suspeita de quem seja o agressor, até o início da noite desta terça-feira.

O jovem é casado há três anos com o também auxiliar de produção Matheus Ramos Sousa, de 20 anos. Ele contou que nunca havia passado por esta situação parecida e que está com medo de que aconteça novamente.

“Estamos muito abalados. A gente nunca sofreu preconceito desse jeito. Nunca imaginei que uma pessoa ia apontar uma arma para mim pelo fato de eu estar acompanhado do meu marido gravando um vídeo”, contou.

Fonte: G1 Goiás
print