Focus eleva projeção sobre inflação para 5,82%; PIB vai a 4,85%

Banco Central

O relatório de mercado Focus desta segunda-feira (14/6) traz alterações significativas sobre as previsões da inflação, do Produto Interno Bruto (PIB) e da taxa Selic, a taxa básica de juros.

Sobre a inflação, o mercado financeiro projeta, agora, que o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) terminará 2021 em 5,82%. Trata-se do 10º aumento seguido sobre a previsão do indicador. Há uma semana, esperava-se inflação de 5,44% e, há um mês, de 5,15%.

A expectativa sobre a variação dos preços está acima do teto da meta fixada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), do Banco Central (BC), de 5,25%.

Já a projeção sobre o PIB cresceu 0,49 ponto percentual nesta semana. De acordo com o boletim Focus, a economia brasileira deverá fechar o ano com alta de 4,85%. No mês passado, o mercado esperava um crescimento de 3,45%.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, voltou a dizer, na última terça-feira (8/6), que as projeções de crescimento econômico deste ano estão sendo revisadas para cima. O titular da pasta declarou que a equipe já estima que o Produto Interno Bruto deve registrar crescimento em um percentual entre 4% e 5%.

Por sua vez, a taxa Selic chegará ao fim deste ano em 6,25% ao ano. Houve variação de 0,5 ponto percentual se comparada à previsão divulgada na última segunda-feira (7/6).

O Comitê de Política Monetária (Copom) decidiu, em 5 de maio, aumentar a taxa Selic em 0,75 ponto percentual, elevando o índice para 3,5% ao ano. É a segunda vez que o índice sofre aumento consecutivo desde 2015. O Copom se reunirá novamente nesta semana. O resultado será divulgado nesta quarta-feira (16/6).

 

Fonte: Metrópoles

print