Vaquejada clandestina com 750 pessoas é encerrada e multada em mais de R$ 65 mil em Aparecida de Goiânia

Fiscais da prefeitura encerraram uma vaquejada clandestina com 750 pessoas, na madrugada deste domingo (13), em Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital. Segundo os servidores, o espaço onde ocorria a festa foi multado em R$ 65 mil e quase 600 participantes terão de pagar R$ 111, cada um, por não usar máscara. Vídeos registraram aglomeração (assista acima).

G1 tenta localizar os responsáveis pela vaquejada para que se posicionem.

A festa aconteceu em uma chácara no Setor Santa Luzia. Segundo a prefeitura, das 750 pessoas que estavam no evento, 596 estavam sem a proteção facial e, por isso, devem arcar com a multa individual. Já o valor arbitrado ao espaço foi calculado por diversas irregularidades, entre elas, a aglomeração de pessoas.

Vaquejada clandestina com 750 pessoas é encerrada e multada em mais de R$ 65 mil em Aparecida de Goiânia, Goiás — Foto: Divulgação/Prefeitura de Aparecida de Goiânia

Vaquejada clandestina com 750 pessoas é encerrada e multada em mais de R$ 65 mil em Aparecida de Goiânia, Goiás — Foto: Divulgação/Prefeitura de Aparecida de Goiânia

A ação fez parte de uma força-tarefa de fiscalização que começou na noite de sábado (12), com o objetivo de verificar o cumprimento das regras e normas de combate à transmissão da Covid-19 na cidade. Ao todo, durante o final de semana, o município multou mais de 900 pessoas sem máscara em 14 festas irregulares.

De acordo com dados do painel da Covid-19 da Secretaria de Saúde da cidade neste domingo (13), 68.356 moradores foram contaminados e 1.323 morreram por causa da doença, desde o começo da pandemia.

Fiscalização

 

Só neste fim de semana, a prefeitura vistoriou 61 estabelecimentos, dos quais três foram interditados por irregularidades; 910 pessoas foram multadas pelo não uso de máscara em local público; e sete carros com som automotivo e nove caixas de som mecânico foram apreendidos.

Em uma das festas, no setor Terra Prometida, foram encontradas 250 pessoas, sendo maioria sem máscara de proteção. Outros três eventos foram encerrados no Setor Fabrício, Jardim Olímpico, Virgínia Park e no Residencial Caraíbas, segundo a prefeitura.

A força-tarefa de fiscalização é formada por fiscais da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Semma), Secretaria de Planejamento e Regulação Urbana, agentes da Vigilância Sanitária e da Guarda Civil Municipal (GCM).

Festa com regras

 

A prefeitura informou que festas e eventos podem ser realizados, desde que seguindo regras de portaria emitida pela Comitê de Prevenção e Enfrentamento a Covid-19 de Aparecida.

Entre as regras, estão o local ter todos os alvarás e documentação; apenas 30% da capacidade do local, limitado a 100 pessoas; álcool em gel e medição de temperatura; uso de máscara e distanciamento de 1,5 m entre as mesas.

Shows ao vivo também são permitidos, mas sem pista de dança. Bares e restaurantes foram liberados para funcionar, mas também precisam seguir série de regras e ter toda documentação.

Caso o morador flagre alguma irregularidade ou descumprimento das regras sanitárias, pode acionar as equipes de fiscalização pelos canais de denúncia: 3545-5992 ou 153; além dos números 3238-7216 ou 98459-1661 para perturbação do sossego público.

Fonte: G1 Goiás

print