Caminhoneiro viu Lázaro atravessar a BR-070 na manhã desta 3ª feira: “Correu muito veloz”

Na manhã desta terça-feira (15/6), às 6h50, um caminhoneiro de frete da região de Edilândia (GO) relatou ter visto um homem atravessar a BR-070 e adentrar uma área de mata. Os policiais da base de operação montada na região e helicópteros das corporações seguiram para o possível local onde a pessoa em atitude suspeita foi flagrada.

Metrópoles acompanhou as buscas e conversou com a testemunha. “Tudo indica que possa ser Lázaro. Uma hora dessas, com o tempo nublado, uma pessoa correr na velocidade que estava, de um lado do mato para o outro, e entrar na mata daquele jeito, não é normal. As características batem com as do suspeito. Porte médio, todo vestido de preto, com uma mochila nas costas. Estava de cabeça baixa e correu muito veloz. O local é bem perto de onde houve a troca de tiros com o caseiro na noite dessa segunda. Achamos que pode, sim, ser ele, e resolvemos acionar os policiais”, relatou Matheus da Silva, 27 anos.

Ele e o pai são do município de Girassol (GO), estavam a caminho do trabalho e transitavam pela BR-070 no sentido de Cocalzinho, quando avistaram a cena.

Frango

Como adiantou o Metrópoles, o caseiro de uma chácara em Cocalzinho (GO) viveu momentos de tensão na noite dessa segunda-feira (14/6) ao trocar tiros com Lázaro.

Aos profissionais das forças de segurança, ele detalhou o confronto: “Acho que acertei [o Lázaro], porque ele gemeu, [disse]. ‘Desgraçado, você me atirou, eu vou te matar’, ele falou”, narrou o caseiro. O funcionário da propriedade rural teria atirado pelo menos oito vezes contra o suspeito, que conseguiu fugir.

Apesar do testemunho do trabalhador, não há confirmação oficial se, realmente, o suspeito saiu ferido do embate.

Um grande efetivo policial está na área conhecida como Areia Branca, apertando o cerco contra o foragido. O caseiro disse que tinha certeza de que o suspeito passaria na chácara que ele toma conta e se preparou.

Ainda segundo o caseiro, Lázaro começou a atirar quando viu que os moradores chamaria a polícia. “Eu gritei para chamar a polícia quando ele começou a atirar”, contou.

Informações preliminares apontam para a localização de um rastro de sangue nas proximidades da chácara, mas ainda não se sabe se é de Lázaro ou se de algum animal que ele tenha abatido pra comer. O suspeito teria se escondido em uma caverna a cerca de 2km do local.

A dona da propriedade invadida pelo criminoso detalhou ao Metrópoles que o assassino em série roubou cobertores para se proteger da chuva, pois ele sabia que choveria, levou sacos de pano, lona e um frango vivo. O sangue localizado pode ser ser do animal.

Metrópoles apurou que Lázaro teria pedido comida, e o caseiro não quis dar. Ele, então, efetuou disparos contra a janela da chácara, e o funcionário, que não ficou ferido, revidou.

Segundo a PMDF, a área está cercada, e a expectativa é de que ele seja capturado a qualquer momento.

Reprodução
Tiros
Janela de chácara onde Lázaro efetuou disparos nesta segunda

Fonte: Metrópoles

print