Força-tarefa que busca Lázaro prende jovem suspeito de se passar por policial, em Cocalzinho de Goiás

Um jovem de 23 anos foi preso na noite de sábado (19), em Cocalzinho de Goiás, suspeito de se passar por um policial federal para tentar participar das buscas por Lázaro Barbosa, suspeito de matar uma família em Ceilândia, no DF. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), ele chegou a convencer policiais a irem checar uma suposta ocorrência na região.

O nome do preso não foi divulgado pelas autoridades policiais. Portanto, o G1 não conseguiu localizar a defesa dele.

De acordo com a polícia, o jovem se apresentava às equipes como sendo um policial federal e que estava atrasado para encontrar sua equipe, que estava em uma área mais a frente da base. Em outra situação, ele disse a outras equipes que precisava de apoio para desarmar um homem que estaria bêbado em uma propriedade rural.

Quando as equipes voltaram dessa suposta ocorrência, os policiais foram informados de que o jovem não era policial. Diante disso, ele foi preso e levado para a delegacia. O suspeito deve responder por falsidade ideológica e usurpação da função pública.

Buscas por Lázaro

As buscas por Lázaro Barbosa entraram no 12º dia neste domingo (20). A força-tarefa, que tem 270 policiais, segue com várias barreiras em estradas de terra e rodovias nas regiões de Cocalzinho e Águas Lindas de Goiás.

Quem passa pela BR-070 é abordado pela polícia, seja durante o dia ou madrugada. Eles fiscalizam dentro do carro e porta-malas.

Veja a cronologia, segundo a polícia:

  • 2007: Lázaro Barbosa foi preso em Barra dos Mendes, na Bahia, acusado de duplo homicídio. Secretaria de Segurança Pública diz que ele fugiu cerca de 10 dias após a prisão e é considerado foragido desde então.
  • 2009: Criminoso foi preso no Complexo Penitenciário da Papuda (CPP), em Brasília, por suspeita de roubo, estupro e porte ilegal de arma de fogo.
  • 2013: Laudo psicológico feito na Papuda descreve Lázaro como “psicopata imprevisível”, com comportamento agressivo, impulsivo, instabilidade emocional e falta de controle e equilíbrio.
  • Março de 2014: Prisão de Lázaro foi convertida para regime semiaberto.
  • 2016: Ele fugiu da Papuda.
  • 2018: Lázaro foi preso em Águas Lindas de Goiás, em cumprimento de três mandados de prisão por homicídio qualificado, porte ilegal de arma de fogo, roubo e estupro;
  • 23 de julho de 2018: Lázaro fugiu de Águas Lindas de Goiás.
  • 8 de abril de 2020: Ele invadiu uma chácara em Santo Antônio do Descoberto, em Goiás, e golpeou um idoso com um machado, sendo indiciado pelos crimes de roubo mediante restrição da liberdade das vítimas e emprego de arma branca e por tentativa de latrocínio.

 

Cleonice Marques de Andrade, de 43 anos, está desaparecida — Foto: TV Globo / Reprodução

Cleonice Marques de Andrade, de 43 anos, está desaparecida — Foto: TV Globo / Reprodução

  • 26 de abril de 2021: Lázaro invadiu uma casa no Sol Nascente (DF), quando trancou pai e filho no quarto e levou a mulher para um matagal e a estuprou.
  • 17 de maio de 2021: Ele fez uma família refém na mesma região, ameaçando os moradores com faca e arma de fogo. Nesse crime, ele mandou as pessoas ficarem nuas e, das 19h até meia-noite, prendeu os homens no quarto e as mulheres tiveram que cozinhar e servir um jantar para ele.
  • 9 de junho de 2021: Lázaro invadiu uma chácara no Incra 9, em Ceilândia (DF), onde matou a tiros e a facadas um casal e dois filhos.
  • 9 de junho de 2021: Roubou uma chácara em Ceilândia após o assassinato da família. Ele teria rendido o caseiro, o dono da propriedade e a filha dele.

 

Carro abandonado queimado por Lázaro na BR-070, segundo a polícia — Foto: TV Globo / Reprodução

Carro abandonado queimado por Lázaro na BR-070, segundo a polícia — Foto: TV Globo / Reprodução

  • 12 de junho de 2021: Lázaro fugiu para Cocalzinho de Goiás logo em seguida. Ele atirou em quatro pessoas, invadiu fazendas e colocou fogo em uma casa ao fugir da polícia. Os feridos foram levados a hospitais da região, sendo que dois estavam em estado grave até a terça-feira (15).
  • 13 de junho de 2021: Furtou um carro e o abandonou na BR-070 após avistar uma barreira policial, dando sequência à fuga para uma mata.
  • 14 de junho de 2021: Caseiro de Cocalzinho de Goiás disse à polícia que atirou em Lázaro Barbosa após ele falar que ia entrar na casa. Chacareiro relatou que ele fugiu depois de ser atingido.
  • 14 de junho de 2021: Lázaro foi filmado no curral de uma fazenda entre os distritos de Edelândia e Girassol (veja o vídeo abaixo). A polícia acredita que ele passou a noite no local. O caseiro diz que o homem pediu comida e em seguida fugiu para a mata.
  • 15 de junho de 2021: Dois policiais militares de Goiás foram baleados durante buscas do suspeito. Delegado diz que Lázaro fez casal e adolescente reféns em Edelândia. Uma parente da família relatou os momentos de pânico.
  • Na quarta-feira (16), Lázaro Barbosa foi visto por um morador em uma área rural.
  • Na quinta-feira (17), a polícia retomou as buscas em matas da região e mudou a base de operação pela segunda vez. Houve nova troca de tiros e secretário de segurança pública acredita que ele esteja ferido.
  • Na sexta-feira (18), durante buscas o secretário de segurança pública disse que acredita ter visto Lázaro. Segundo PRF, ele foi visto em um chiqueiro durante a tarde, mas fugiu novamente para vegetação.

No sábado (19), a houve uma grande movimentação de policiais na região de Águas Lindas, depois que um morador afirmou ter visto Lázaro em uma gruta da região. No mesmo dia, a cadela que atuou nas buscas pelas vítimas da tragédia de Brumadinho chegou a Cocalzinho de Goiás.

 

Linha do tempo dos crimes cometidos por Lázaro Barbosa de Sousa, desde a chacina no DF — Foto: Reprodução

Linha do tempo dos crimes cometidos por Lázaro Barbosa de Sousa, desde a chacina no DF — Foto: Reprodução

Fonte: G1 Goiás

print